Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Juiz Sérgio Moro sobre a Lava Jato: “ilustres catarinenses deram grandes contribuições para a construção do caso”

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Juiz Sérgio Moro sobre a Lava Jato: “ilustres catarinenses deram grandes contribuições para a construção do caso”

Raul Sartori

Humildade de Moro
O juiz federal Sérgio Moro ganhou mais simpatia ainda no Judiciário catarinense com um gesto de humildade feito na palestra que abriu o seminário “Desafios do sistema de justiça frente ao crime organizado”, anteontem, em Florianópolis, ao dizer que a Operação Lava Jato é um trabalho coletivo. Citou que “ilustres catarinenses deram grandes contribuições para a construção do caso”, como o desembargador Newton Trisotto, no Superior Tribunal de Justiça; o falecido ministro Teori Zavascki, no Supremo Tribunal Federal; e o juiz Paulo Farias, que vem trabalhando como auxiliar no STF.

Rejeição
Não se conhece, em tempos recentes, rejeição tão forte como agora à classe política de SC, quadro que pode ser estendido para o resto do país. Levantamento contratado pelo Grupo RIC-SC e feito pelo Instituto Lupi Associados constatou que 36% dos entrevistados não votarão em nenhum dos candidatos a governador definidos até agora, votarão em branco ou anularão seu voto.

Maomé e a montanha
O Instituto do Meio Ambiente de SC (IMA), ex-Fatma, convocou os representantes dos municípios conveniados pelo Termo de Gestão de Delegação Florestal para treinamento sobre o Sistema Sinaflor. Detalhe: apenas do Vale do Itajaí 28 profissionais tem que se dirigir a Florianópolis para treinamento, quando o bom senso, em momento financeiro tão difícil, seria deslocar um funcionário para a região, com custos imensamente menores.

Foro privilegiado
Florianópolis vai receber o seminário para debater a PEC que extingue o foro privilegiado. A audiência foi convocada pelo deputado Jorginho Mello (PR-SC) e vai contar também com a presença do governador Pinho Moreira e dos presidente dos Tribunais de Contas e Justiça e Ministério Público. Será amanhã, às 13h30, no Tribunal de Contas. Atualmente, 52 mil pessoas têm foro privilegiado no Brasil. O deputado Jorginho Mello já manifestou que é a favor da extinção desse privilégio.

Licenciatura indígena
A Univali lança neste mês o curso de Pedagogia Intercultural Indígena – Guarani, inédito neste formato no Brasil. São ofertadas 45 vagas a candidatos egressos do ensino médio ou com alguma formação superior, que residam em terra indígena localizada em SC e que comprovem pertencimento à aquele povo indígena. O curso presencial inicia em julho, com aulas no Campus de Biguaçu.

Finalmente
O Supremo Tribunal Federal julga hoje, finalmente, a ação cível ajuizada em outubro de 1991 pelo Estado de SC contra o IBGE, São Paulo e Paraná que questiona a definição da área geoeconômica marítima para fins de pagamento de royalties do petróleo. A Procuradoria Geral do Estado (PGE) tem certeza quase absoluta na vitória.

Contenção
A partir do dia 6 de julho, as atividades de 25 das 360 agências da Receita Federal serão suspensas no Brasil. Apenas uma em SC, a de Videira. O Estado mais afetado será Minas Gerais, com o fechamento de agências em quatro cidades. No Paraná e no Rio Grande do Sul serão três; e, em São Paulo, duas.

Novidade jurídica
A Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (Acif) instala amanhã sua Câmara de Mediação e Arbitragem, alternativa para contornar a morosidade da Justiça. É uma forma mais rápida e prática de solução de conflitos, com custos das demandas divididos entre as partes, afirma Rodrigo Berthier da Silva, diretor jurídico da Acif, para quem SC é um Estado de economia forte e com diversas câmaras privadas, mas sem ainda uma de caráter institucional, que pode concentrar as grandes causas empresariais.

Enquadramento
Depois de fazer uma apologia política explícita em texto de divulgação do 14º Seminário “2 anos de golpe de Estado no Brasil”, semana passada, a Agência de Comunicação da UFSC informa que a partir de 7 de julho, quando começa o período eleitoral, seguirá novas diretrizes de divulgação, respeitando instruções normativas da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República. Estas determinam que “ficam vedadas publicações que contenham nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal de autoridades ou servidores públicos, assim como conteúdos ou análises com juízo de valor sobre ações, políticas públicas e programas sociais e comparações entre gestões de governo”.

Meia alma
Lido, alhures: “Há jogadores brasileiros que vivem fora do nosso país há muito tempo. Por isso, sem atrações monetárias, estão familiarizados com seus novos países. Portanto, jogam apenas com meia alma brasileira. Do sangue, suor e lágrimas, restaram somente o suor e as lágrimas”. Absolutamente correto.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio