Julho deste ano foi o menos chuvoso desde 2008 em todo o estado

Quase sem chuva, vários rios atingem níveis cada vez mais baixos, como o Itajaí-Mirim

Julho deste ano foi o menos chuvoso desde 2008 em todo o estado

Quase sem chuva, vários rios atingem níveis cada vez mais baixos, como o Itajaí-Mirim

O rio Itajaí-Mirim atingiu o seu nível mais baixo neste mês, de acordo com o Centro de Operação do Sistema de Alerta (Ceops), da Furb: ontem à noite, o Ceops indicava nível de 0,98 centímetros na estação de Brusque.

O baixo nível do rio já deixa a Defesa Civil atenta. O coordenador do órgão, Edevilson Cugiki, afirma que já considera o nível como estiagem, já que está abaixo de 1 metro.

O nível mediano da água é entre 1,30m e 1,40m, conforme o coordenador. Ou seja, neste momento, o rio está cerca de 40cm mais baixo do que o normal.

Santa Catarina passa por um momento de estiagem. O hidrólogo da Epagri/Ciram, Guilherme Miranda, diz que este foi o mês de julho menos chuvoso desde 2008.

Miranda afirma que o “julho foi atípico”, o que ocasionou a estiagem pelo estado. Nove rios em diversas regiões estão em estado de alerta ou emergência. O reflexo prático do baixo nível é a produção de água.

“O reflexo atinge todo o processo produtivo. Pode faltar água para os animais, para irrigação e para a atividade industrial”, exemplifica o hidrólogo. Ele ressalta que Brusque ainda não atingiu níveis tão preocupantes.

Abastecimento de água
O diretor-presidente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Samae), Roberto Bolognini, diz que, neste momento, o nível do Itajaí-Mirim não preocupa, no que se refere ao abastecimento, mas a autarquia acompanha a situação de perto.

Segundo Bolognini, o nível do rio só prejudica o abastecimento de água abaixo de 0,60cm. Como está em 0,98cm, ainda há uma boa margem de segurança. Neste momento, enfatiza, não há problema.

Caso o rio atinja nível tão baixo, a lâmina d’água sobre as bombas que fica na estação do Guarani pode ficar muito fina. Nesse cenário, o Samae precisa represar mais água para não desabastecer a cidade.

O hidrólogo da Epagri/Ciram também explica que a falta de água também causa prejuízo ao ecossistema, ou seja, ao meio ambiente de modo geral.

Tempo seco
O nível de chuva na região de Brusque deve continuar próximo de zero até quarta-feira, 2, explica o meteorologista da Epagri/Ciram, Marcelo Martins. Nesta data, deve chegar à região uma frente fria, que deve provocar chuva.

Antes disso, hoje, sábado e domingo, o tempo continua mais firme com predomínio de sol e poucas nuvens, devido ao ar muito seco. Segundo Martins, a nebulosidade neste período deve se restringir a nevoeiros pela manhã.

Até quarta-feira, o tempo fica assim. Na quinta-feira, a frente fria vai embora e volta a esfriar por mais uma semana, com tempo firme.

Situação no estado
A Epagri/Ciram emitiu comunicado, ontem de manhã, de que nove rios estão em situação de alerta ou de emergência em Santa Catarina. Nele, estão listados os rios Jacutinga, Tubarão, Araranguá, Chapecó, Itajaí-Açú, Canoinhas, Antas, Negro e do Peixe. Segundo a nota, essas bacias hidrográficas “encontram-se em regime hídrico extremo, para a seguinte situação hidrológica”.

Segundo o levantamento, estão em situação de alerta os rios nos municípios de: Meleiro, Canoinhas, Tangará e Rio Negrinho. Já os rios que estão em condição de emergência ficam nas cidades de: Forquilhinha, Chapadão do Lageado, Orleans, São Martinho, Passos Maia e Concórdia.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio