Conteúdo exclusivo para assinantes
Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Justiça Eleitoral terá forte reação contra fake news

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Justiça Eleitoral terá forte reação contra fake news

Raul Sartori

Fake news
Essa praga chamada “fake news” (notícias falsas) terá forte reação da Justiça Eleitoral, que em SC começa dia 16 de agosto no Tribunal Regional Eleitoral, quando a publicidade eleitoral via internet estará liberada. Dessa forma, os casos já podem ser julgados. As denúncias poderão ser anônimas e, se forem feitas antes de 16 de agosto, também serão analisadas. O TRE poderá determinar desde a suspensão da veiculação até a retirada da fake news do ar e aplicar multas, que vão de R$ 5 mil a R$ 30 mil.

Voto traído
Chama a atenção um interessante projeto que começou a ser discutido no Legislativo de Içara, no sul do estado, já com votos da maioria: proíbe que vereadores eleitos ocupem cargos na prefeitura ou outros, no estado ou União. Caso façam isso, são obrigados a renunciar ao mandato. A percepção que se tem é que a maioria gostaria que fosse assim. Iniciativa idêntica foi tentada em Criciúma no ano passado, mas não obteve os votos necessários.

Muita simpatia
Alguém pode explicar por que o pré-candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro, tem SC como um dos principais focos de sua campanha para chegar ao Palácio do Planalto?

SC-Rússia
A Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo instala hoje sua representação em SC, em ato às 10 horas, na sede da Fiesc. Estará presente o embaixador da Rússia no Brasil, Sergey P. Akopov.

Inchaço
A Câmara de Vereadores de Capivari de Baixo, vizinha a Tubarão, tem 11 vereadores e sete servidores efetivos. A população toda sabe que já é o bastante. Menos a direção do Legislativo que, conforme a conta da imprensa local, até o final do mês deve fazer a 40ª nomeação para cargo comissionado. Um absurdo.

Tipicidade penal
Em atitude pouco comum – considerando-se a notória vaidade dos magistrados – o ministro catarinense do Superior Tribunal de Justiça, Jorge Mussi, decidiu, em juízo de retratação, após ouvir uma segunda vez o Ministério Público Federal, aumentar a pena, inicialmente de quatro anos e um mês e em regime inicial semiaberto, para oito anos de prisão em regime fechado, aplicada a um homem acusado de forçar uma criança menor de 12 anos a fazer sexo oral nele.

Quem vem
O mundo empresarial do sul de SC estará em Criciúma hoje à noite, para a posse do empresário Moacir Dagostin na presidência da Associação Comercial e Industrial (ACIC). Estará presente o ministro da Fazenda e pré-candidato à Presidência da República, Henrique Meirelles, que vai falar sobre o que todos querem saber, ou seja, o cenário econômico atual e futuro do Brasil.

Nosso esporte
A Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) quer atrair mais investimentos da iniciativa privada nos eventos que promove anualmente em todo Estado, entre eles os Jogos Abertos (Jasc). O objetivo é ampliar as parcerias com empresas, como já ocorreu em 2017. Tomara que dê certo. O que entristece é ver grandes marcas de SC patrocinando eventos em outros Estados, sem investir nada no esporte das cidades onde estão instaladas. Há exceções, lógico, como a Havan. Só a Fesporte organiza todos os anos 393 eventos municipais e regionais, além de 10 estaduais, reunindo cerca de 250 mil atletas.

Preparo
O recém empossado secretário de Segurança Pública, Alceu de Oliveira Pinto Júnior, estará na manhã de hoje na Assembleia Legislativa para o debate “Segurança Pública no Estado de SC”, e responder uma pergunta preocupante: como o Estado se prepara para enfrentar a onda de violência gerada com a vinda para cá da maior organização criminosa do país, que se confronta com a facção local?

Fumaça branca
Finalmente, prefeitos da Região Metropolitana da Grande Florianópolis debateram e aprovaram ontem o texto do projeto de lei estadual que visa a implantação da Rede Integrada de Transporte Coletivo Público Metropolitano. Agora o projeto de lei será encaminhado para votação na Assembleia Legislativa. Após sua aprovação, será celebrado um convênio e contratos de cooperação entre Estado e municípios, estabelecendo os deveres e competências de cada ente participante da gestão associada do sistema. O diferencial proposto ao usuário é que ele utilizará um único sistema, com um único cartão de ônibus e tarifas integradas, que substituirão o pagamento de duas ou três tarifas cheias em vários deslocamentos, como acontece atualmente. O modelo pode ser replicado em outras regiões metropolitanas, como Joinville.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio