Lageadense vence e deixa Poço Central em situação delicada no Amador de Guabiruba

Equipe bateu os adversários por 3 a 1 neste domingo à tarde

Lageadense vence e deixa Poço Central em situação delicada no Amador de Guabiruba

Equipe bateu os adversários por 3 a 1 neste domingo à tarde

No castigado gramado do estádio Reinaldo Batschauer, no Legado Baixo, o Lageadense se impôs e bateu o Poço Central por 3 a 1 neste domingo, 8. O resultado manteve o time da casa com 100% de aproveitamento no Campeonato Municipal de Futebol Amador de Guabiruba – Troféu Koehler e Cia.

Se por um lado o Lageadense já está mais do que classificado para a segunda fase e só cumpre tabela na próxima rodada, o Poço Central está desesperado. A equipe tem apenas um ponto e foi ultrapassada pelo Caresias, que venceu nesta rodada.

Na última rodada, Poço e Caresias se enfrentam no jogo mais importante da rodada. Quem perder será o único eliminado da competição nesta fase.

A partida por de ser dividida em dois momentos. Os 20 primeiros minutos de bola rolando tiveram o Lageadense como o protagonista. Novamente, o camisa 16 Eder mostrou qualidade no meio de campo e dominou o setor.

Os mandantes jogaram como quiseram e fizeram três gols até o vigésimo minuto. Os gols foram marcados por Paulo Cesar Martins, Josiano Mendes e Junior Antonio Becher.

O time da casa articulou bem as jogadas e foi incisivo. Os jogadores do Poço Central, cientes de que o Caresias havia vencido na partida da manhã, estavam nervosos e apelaram para o jogo violento.

O gramado castigado pela chuva forte caiu nas primeiras horas da manhã e pelo jogo que havia acontecido de manhã não colaborou com o bom futebol. Carrinhos e entradas ficaram mais perigosos, e o juiz precisou distribuir cartões, principalmente para os visitantes.

Nestes 20 minutos, Eder, Paulo Cesar e Junior foram centrais para a construção do resultado, que poderia ser ainda maior. O Poço Central assustou apenas em uma bola parada, defendida pelo goleiro Sandro Haag Junior.

O que parecia uma goleada fácil se transformou já a partir dos 20 minutos. A imponência do Lageadense se esvaiu, a criatividade de antes não apareceu e o primeiro tempo terminou marcado pelas jogadas fortes e pelas acintosas reclamações feitas pelo Poço contra o árbitro.

Trocou de time
O Poço Central do segundo tempo em nada parecia com o time desorganizado e apático da primeira etapa. A equipe se articulou bem e levou perigo à meta do goleiro Vitor Muller, que entrou para ganhar tempo de jogo.

O Poço foi incisivo principalmente pelo lado direito do ataque. Deu trabalho para o camisa 13 Sergio Pires da Silva, que tinha de marcar os contragolpes e chegou a meter a mão na bola em um lance.

O gol veio com o camisa 9 Alexandre Santana da Silva, que bateu bonito. O time ainda botou uma bola no travessão e perdeu várias chances claras. Ao Lageadense, atordoado pelo adversário, coube aguardar o apito final e se segurar a todo custo.

Giro da rodada

No outro jogo da quarta rodada, o Misto iniciou o jogo a todo vapor e abriu o placar, mas quem precisava de um resultado positivo era o Caresias, que correu atrás do resultado.

Os visitantes fizeram dois gols no final do primeiro tempo, e no segundo tempo marcaram o terceiro. O Misto ainda descontou, mas a vitória ficou com o Caresias. Com o resultado, o Caresias continua vivo na competição em busca das quartas de final.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio