Laudo mostra que fissura na creche Tia Olinda em Guabiruba não gera riscos

Problema identificado em setembro na estrutura de prédio recém ampliado preocupou pais

Laudo mostra que fissura na creche Tia Olinda em Guabiruba não gera riscos

Problema identificado em setembro na estrutura de prédio recém ampliado preocupou pais

As fissuras encontradas em setembro na estrutura da coluna do meio da Escola de Educação Infantil Tia Olinda, do bairro Lageado Baixo, de Guabiruba, não apresenta riscos. O laudo, finalizado desde outubro, foi apresentado para os pais e professores na quarta-feira, 11, durante reunião entre representantes da Câmara de Vereadores, da prefeitura e da empresa WDF, responsável pela obra.

A ampliação da escola iniciou no segundo semestre de 2013 e foi concluída nos primeiros seis meses de 2014. No entanto, em setembro deste ano, percebeu-se pequenas rachaduras na coluna do meio. “Quando passávamos embaixo percebemos o problema. Imediatamente entramos em contato com a WDF, que logo veio vistoriar o local,” conta a diretora substituta da Tia Olinda, Giovana Alves.

A secretária de Educação de Guabiruba, Edna Maria da Silva Jasper, afirma que a empresa responsável pela obra foi notificada em 16 de setembro, e que em uma semana vieram vistoriar a escola. “Eram pequenas fissuras, mas os pais ficaram preocupados”. Ela diz que estavam conscientes de que as rachaduras não ofereciam risco para os alunos. “Jamais colocaríamos crianças e professores em um ambiente que não estivesse seguro”.

Engenheiro diz que estrutura está estabilizada

O engenheiro civil da empresa WDF, Marcondes Schmitz, afirma que as rachaduras não comprometem o uso do prédio. “O problema até agora é apenas estético e não prejudica a estrutura da creche”.

A medida tomada pela empresa foi de passar uma massa nas rachaduras para ver se elas continuariam abrindo ou não, e elas não abriram mais. O engenheiro diz também que a WDF está acompanhando a situação, e que caso necessite, irá executar o reforço estrutural com vigas metálicas. Porém, ele tranquiliza os pais e funcionários, afirmando que há “99,9% de chance” de não precisar fazer ajustes, já que segundo ele, a estrutura está estabilizada.

O vereador Cristiano Kormann, que acompanhou a situação, afirma que o objetivo da reunião foi tranquilizar a população. “Por mais que tenhamos apresentado o laudo técnico na Câmara e deixado uma cópia com a direção da escola, a conversa pessoalmente foi produtiva para tranquilizar os pais e tirarem suas dúvidas”.


Escola

A ampliação da Escola de Educação Infantil Tia Olinda iniciou no segundo semestre de 2013 e foi concluída no primeiro semestre de 2014. Foram construídas três novas salas de aula com banheiro adaptado para crianças, cozinha, refeitório, banheiro para professores, depósito e secretaria.

 

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio