Lojas de Brusque se preparam para a Black Friday

Lojistas planejam o dobro do faturamento no dia da ação, que ocorre amanhã em vários países

Lojas de Brusque se preparam para a Black Friday

Lojistas planejam o dobro do faturamento no dia da ação, que ocorre amanhã em vários países

Tradicional ação de venda criada nos Estados Unidos, a Black Friday migrou e se consolidou em outros países, inclusive no Brasil. Realizado na quarta sexta-feira do mês de novembro – depois do feriado de Ação de Graças -, o ato beneficia comerciantes e consumidores. Os primeiros aproveitam a oportunidade para esvaziar os estoques, enquanto os segundos podem adquirir produtos com descontos de até 80%.

No Brasil, grande parte das lojas online costuma aderir a Black Friday. Nas lojas físicas, por outro lado, a adesão é menor. Ainda assim, movimenta o comércio. Em Brusque, alguns estabelecimentos comerciais estão divulgando a ação desde o início desta semana. Outros esperam para colorir e para decorar as vitrines apenas hoje – um dia antes da Black Friday.

A Salfer é uma das lojas do município que decora as vitrines apenas no dia anterior ao da Black Friday. O gerente Giliard Cardozo diz que amanhã as portas centrais da loja ficarão abertas e, como de praxe, serão colocadas fitas pretas em alusão às promoções e aos descontos.
“A ideia é chamar a atenção do cliente. É a segunda vez que participamos. Ano passado foi bem satisfatório. Tivemos um volume de vendas muito grande”, afirma o gerente. “E o pessoal compra de tudo, desde móveis até eletrônicos. Aumentam em 100% as vendas no dia da Black Friday. O pessoal já faz fila de manhã na porta da loja pra pegar as melhores promoções”, completa.

Inaugurada neste ano em Brusque, a Schumann participará pela primeira vez da ação. A previsão do gerente Narcizo de Medeiros é de aumentar as vendas em 60% em relação aos outros dias do ano. Ainda segundo Medeiros, durante a Black Friday, os clientes preferem adquirir a linha de tecnologia, como televisores e smartphones.

Descontos de até 70%

Desde segunda-feira, 23, a Havan realiza promoções em alusão a Black Friday, segundo a gerente de vendas, Albertina Orthmann. Ela diz que há produtos com descontos que variam de 10% a 50% e que, na sexta-feira, novos eletrônicos serão colocados à disposição dos clientes.
“As vendas aumentam bastante no dia da Black Friday, já consolidamos essa data. Ano passado fizemos apenas na sexta-feira, mas nesse ano resolvemos mudar e ampliar para toda a semana”, explica.

Assim como a gerente da Havan, o gerente da loja MM, Geovani Meinhardt, também espera aumento expressivo na comercialização dos produtos. De acordo com ele, a loja terá promoções que vão de 5% a 70% de desconto.

“Não temos números certos em relação a quanto devemos vender. Mas sabemos que a compra continua mesmo com a crise. O dinheiro não sumiu, ele está no bolso do consumidor, o consumidor apenas está cauteloso”, diz.

De acordo com Meinhardt, a Black Friday também auxilia na renovação do estoque, em especial, da linha de eletrônicos. O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Brusque, Altamir Schaadt, concorda com o gerente da loja MM quanto ao estoque, mas destaca que o principal benefício da ação é melhorar o faturamento.

“É um evento para os lojistas melhorarem o faturamento colocando o preço mais em conta e vendendo mais produtos, principalmente nesse momento que o mercado está do jeito que está. Com certeza, a data é importante porque está próxima ao Natal. E essa é a época que registra o maior volume de vendas no comércio”, afirma.

O presidente diz ainda que a CDL não realiza ações relacionadas a Black Friday porque a data já é consolidada no município e no restante do país.


Procon pede cuidado com compras online

Para quem prefere comprar pela internet, o diretor administrativo do Procon de Brusque, Anderson Merlo, alerta que os consumidores precisam ter cuidado. Ele aconselha o uso de sites conhecidos nacionalmente, como o Submarino, a Americanas e o Extra.

“A gente recebe algumas reclamações depois do dia da Black Friday, principalmente de consumidores que não receberam os produtos. Nessa época, aparecem alguns sites que não são confiáveis, então o consumidor precisa estar atento”, afirma.

Na resolução dos problemas de entrega, Merlo diz que a maioria das empresas acaba devolvendo o dinheiro. Quanto às lojas físicas, o diretor administrativo assegura que em Brusque nunca ocorreram reclamações.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio