Página 3

Bastidores da política e do Judiciário, opiniões sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro público

Luciano Hang critica projeto de lei que proíbe fogos de artifício com barulho em Brusque

Publicação gerou milhares de interações nas redes sociais

Página 3

Bastidores da política e do Judiciário, opiniões sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro público

Luciano Hang critica projeto de lei que proíbe fogos de artifício com barulho em Brusque

Publicação gerou milhares de interações nas redes sociais

Página 3

O empresário Luciano Hang criticou em suas redes sociais o projeto de lei que proíbe fogos de artifício com barulho em Brusque, apresentado

Na publicação realizada nesta segunda-feira, 18, o proprietário das lojas Havan mostra matéria publicada pelo jornal O Município, que fala da proposta do vereador Paulo Sestrem (PRP).

“Isto chega as raias da loucura, um vereador querer controlar até os foguetes em uma cidade. Ele tem uma queda para a esquerda, inclusive já trabalhou com a administração petista aqui na cidade. No mínimo não quer mais que eu solte foguetes na terceira condenação do Lula”, disse Hang.

Entre as justificativas do vereador, estão os transtornos causados a crianças, animais, idosos e pessoas com autismo.

Até o início da tarde desta terça-feira, 19, o post já havia mais de mil comentários e 3 mil reações, além de prints que circulam pelo WhatsApp.

Veja na íntegra:

A resposta

O Sestrem, por sua vez, usou sua página no Facebook para rebater o empresário.

“Que eu saiba, são os esquerdistas que gostam de algazarra e vivem deturpando fatos e verdades. Não combina com o senhor Luciano Hang a grotesca distorção dos verdadeiros motivos para o projeto de lei que visa proteger pessoas e animais. Ele erra duplamente, ao tentar vincular um posicionamento político que não é o meu”, afirma Sestrem, o qual relembra que Hang foi filiado por décadas ao PMDB.

“Enquanto ele manteve a sua filiação partidária, o PMDB deitou e rolou com o PT a “nível nacional nos imensos casos de corrupção”, continua.

O vereador afirma, ainda, que faltou a Hang ter lido a justificativa do projeto de lei. “Ele viu quem era o vereador e automaticamente fez a postagem, no impulso”, diz.

“Espero que o senhor Luciano Hang avalie melhor este posicionamento equivocado sobre este projeto de lei e pare de disseminar verdadeiras “fake news” sobre o meu posicionamento político”, conclui Sestrem.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio