Campos de girassóis – Joinville

Campos de girassóis – Joinville

Magali Zen

Eu adoro escrever e compartilhar com vocês o Quintal de Casa, com escapadinhas de fim de semana. E por que não uma fugidinha em uma quarta-feira para conhecer um lindo lugar pertinho de casa?!

Em novembro de 2018 fui visitar a Agrícola da Ilha pela primeira vez, e contei aqui para vocês sobre o passeio. Na verdade eu queria ter visitado os girassóis, porém não consegui ir na data certa e acabei indo depois visitar o jardim com outras flores, que super recomendo também. Sendo assim, eu anotei no calendário que na segunda semana de julho teria a nova temporada de girassóis. E esse ano eu fui. Se você também quer conhecer, já anota na agenda do ano que vem.

O lugar é super agradável para se conhecer em qualquer época do ano, vai mudando seu jardim conforme a época das flores, então pode ser visitado diversas vezes, que sempre estará lindo e florido.

Tudo começou quando a paixão do proprietário por jardinagem falou mais alto, e em 1990 abriu o jardim. Começou pequeno, um pouco tímido, e aos poucos foi sendo conhecido e reconhecido na cidade e também fora dela. O local é dividido em várias partes: Jardim dos Hemerocallis, Jardim das Águas, Jardim Interativo, Jardim do Sol e a Capela.

É no Jardim do Sol que esse ano foram plantados cerca de 11 mil mudas de flor de girassol. Cada girassol chega a 1,5 metro de altura e a florada dura em média de 12 a 15 dias. Aproveite a visita à cidade para apreciar também o Festival de Dança de Joinville, que costuma cair na mesma data.

O plantio dos girassóis veio da necessidade de realizar a rotação de culturas, uma técnica agroecológica que alterna o plantio para o solo ficar mais saudável, e por consequência as flores. A espécie foi escolhida especialmente por isso, por ser de vida curta: são cerca de 60 dias de crescimento desde o plantio e 15 dias de floração. Em seguida vira matéria orgânica em outro jardim, e novas flores são plantadas no Jardim do Sol. As que darão o colorido nos tons de vermelho, rosa e branco agora no jardim são as Sunpatiens – popularmente conhecidas por beijinho. Essas estavam plantadas quando fui em novembro.

Além de caminhar pelos jardins, apreciar a beleza das flores, da natureza ali presente, pode ser feito piquenique nas áreas verdes. E, claro, bater muitas fotos. Eu fiz um book, né. Atenção: para fazer ensaio fotográfico profissional é necessário agendar antes e pagar uma taxa. Se for fazer a visita no sábado, há opção de café colonial no Hemerocallis Café. Também há um espaço com semente e muda de diversas plantas caso você queira levar para casa.

Curiosidades

A sabedoria popular diz que girassol significa felicidade. A cor quente de suas pétalas variando em tons de amarelo e alaranjado simbolizam o calor, vitalidade, entusiasmo. Impossível olhar um girassol e não sorrir, né. Ele também nos desperta boas energias, energias do sol, flor do sol, heliotrópica, ou seja, gira o caule sempre posicionando a flor na direção do sol, gira+sol. Se você ganhar uma flor de girassol, saiba que ela representa o desejo de boa sorte, alegrias, boas vibrações e energias positivas.

A cidade das flores

É em novembro que a cidade desabrocha e se transforma em um maravilhoso jardim. Em 1936 aconteceu a primeira Exposição de Flores e Artes e a tradição da Festa das Flores começou, com o objetivo de promover o cultivo e o encanto pelas flores.

A exposição cresceu, conquistou o público. Cerca de 100 mil pessoas vindas de diversos lugares do Brasil e também do exterior passam pela festa. É reconhecida como Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural do Estado de Santa Catarina.

A programação conta com concurso de orquídeas, oficinas de cultivo, concurso de jardins; feira multissetorial, concursos da rainha, princesas e Flor da Melhor Idade, palco cultural e praça gastronômica.

81ª Festa das Flores
12/11/2019 a 17/11/2019
www.festadasflores.com.br

 

“O girassol não se preocupa com seu desabrochar. Ele apenas segue em direção da luz”

Scheila F. Scisloski

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo