A primeira denúncia foi feita pelo ator Anthony Rapp, 46 anos,  (de Star Trek: Discovery), que acusou o ator de House of Cards de tê-lo assediado quando tinha 14 anos.

Em seguida, Spacey divulgou um pedido de desculpas em que aproveitava, como quem não quer nada, para declarar que atualmente vive como um homem gay, depois de ter sido bissexual por muitos e muitos anos. Sabe uma bela cortina de fumaça? Foi essa a impressão que tivemos todos. Um pedido de desculpas puro e simples soaria mais sincero.

Imediatamente depois, a Netflix divulga que a próxima temporada de House of Cards, que já esta(va) sendo filmada, seria a última da série. Mas deixa claro que essa era uma decisão anterior ao escândalo envolvendo seu protagonista. Deve ser verdade, já que os próprios fãs da série acham que ela já perdeu o fôlego.

Mas a coisa não parou por aí, não. Colegas de elenco reforçaram as denúncias contra o super ator, dizendo que ele, com suas atitudes, cria(va) um ambiente de trabalho tóxico. Epa. Uma reportagem na CNN consultou oito membros da equipe de House of Cards. A coisa ficou muito, muito feia.

A Netflix faz nova declaração, desta vez banindo Kevin Spacey de suas produções, incluindo a série em curso e a biografia que estava planejada sobre Al Gore – e que seria protagonizada por Spacey.

A teoria mais aceita, em relação a HoC, é que o personagem de Spacey,  Francis J. Underwood, seja morto e que os episódios finais girem em torno de sua esposa, Claire, vivida por Robin Wright (que vimos no cinema recentemente em Blade Runner 2049).

Depois disso tudo, o ator declarou que vai procurar tratamento. Demorou.

Tudo isso é muito, muito, mega ultra triste. A gente perde o respeito e a admiração por um dos atores mais conceituados do mundo (quem não amou Os Suspeitos ou Beleza Americana?), tudo em troca das “facilidades” que o poder pode acarretar, quando a pessoa em questão não consegue mais compreender os limites entre o que pode ou não fazer.

O poder absoluto corrompe absolutamente. Taí uma frase que cabe muito bem nesses casos.

A primeira denúncia foi feita pelo ator Anthony Rapp, 46 anos,  (de Star Trek: Discovery), que acusou o ator de House of Cards de tê-lo assediado quando tinha 14 anos.
Conteúdo exclusivo para assinantes

Para ler todas as notícias, assine agora!

Oferta especial para você ficar
bem informado SEM LIMITES

Menos de

R$ 0,35
ao dia
R$ 9,90 ao mês