Mais confiante, meia Talhetti se diz preparado para vestir a camisa 10

Após os treinamentos, jogador tem se dedicado à parte física. Na era Joceli, o meia não tem sido aproveitado

Mais confiante, meia Talhetti se diz preparado para vestir a camisa 10

Após os treinamentos, jogador tem se dedicado à parte física. Na era Joceli, o meia não tem sido aproveitado

Do status de esperança, o meio campo Talhetti, que foi emprestado ao Brusque pelo Figueirense no início da temporada, se tornou frustração. Tanto para ele quanto para a torcida. 

Ganhou chance de ser titular ainda na era Marcelo Caranhato (ex-técnico do Bruscão). Não se firmou. Está no banco de reservas em grande parte da competição. Sob o comando de Joceli dos Santos, pouco foi utilizado e, em pelo menos dois jogos, nem ao menos relacionado. 

Porém, no duelo frente ao Avaí, na rodada passada, o meia entrou no segundo tempo e, apesar do jogo morno, de baixa técnica, foi um dos poucos destaques da partida. 

Segundo ele, fruto da dedicação extra treino. Após cada trabalho, ele treina separadamente com o preparador a parte física. Aos poucos, a evolução tem acontecido. 

– Estou me sentindo bem. Independente de atuar ou não, continuei treinando. Hoje me sinto bem melhor do que no 1º turno, fisicamente. Estou mais solto, mais confiante – revela o Talhetti.  

O Bruscão entra em campo pela 5ª rodada do returno neste sábado, 24 de março, às 17 horas, contra o Atlético de Ibirama, fora de casa. Talhetti vive a expectativa de ganhar uma chance com Joceli. 

** Veja o trajetória de Talhetti, desde quando atuava pelo Figueirense, a lesão na tíbia, os dois anos parado e a chegada ao Marreco, na edição impressa do Município Dia a Dia desta quinta-feira, 22 de março
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio