Mais de 30 mil pessoas passaram pela Fenarreco neste fim de semana

No sábado, 7, o pavilhão Maria Celina Vidotto Imhof chegou a receber cerca de 27 mil pessoas

Mais de 30 mil pessoas passaram pela Fenarreco neste fim de semana

No sábado, 7, o pavilhão Maria Celina Vidotto Imhof chegou a receber cerca de 27 mil pessoas

  • Por Daiane Benso
  • 19:30
  • Atualizado às 16:32
  • +A-A

O balanço do primeiro fim de semana da 32ª edição da Festa Nacional do Marreco, a Fenarreco, superou as expectativas da organização. Entre sexta-feira, 6 e sábado, 7, mais de 30 mil pessoas passaram pelo pavilhão de eventos Maria Celina Vidotto Imhof. Ao todo, foram vendidos 20 mil litros de chopes e 5 mil pratos – entre o buffet e os alimentos típicos.

Os números da catraca revelam, segundo o diretor de Turismo de Brusque, Norberto Maestri, o Kito, que na sexta o público foi de cerca de 6 mil e no sábado 27 mil. Na quinta-feira, 5, abertura da festa, aproximadamente 15 mil pessoas passaram pela festa.

Os turistas são oriundos dos mais diversos estados do Brasil. Há registros de visitantes de Manaus, Rio de Janeiro, São Paulo, Sergipe, Salvador, Brasília, Rio Grade do Sul, entre outros. Além disso, conforme Kito, na noite de sábado, a Fenarreco recebeu dois turistas americanos e alemães, que vieram para a Oktoberfest, em Blumenau, e também passaram por Brusque.

“Pelas informações que temos dos anos passados, este primeiro fim de semana da festa teve acréscimo de público em relação aos outros anos. Estamos muito felizes”, diz o diretor de Turismo.

Festa familiar
Na tarde de domingo, 8, a reportagem do jornal O Município encontrou turistas de várias partes do Brasil. A professora Vera Lúcia Ely veio de Estrela (RS) para se apresentar na Fenarreco. Ela faz parte do Grupo Folclórico de Estrela – um dos mais antigos do país e em atividade ininterruptas há 50 anos -, e aproveitou para apreciar a gastronomia local.

“É tudo muito lindo, bonito, agradável. Deu pra sentir que é uma festa de família. Além disso, o marreco é bom demais. A Fenarreco é dez”, ressalta.

Necivaldo Alves Barroso ( de camiseta azul) considera a festa familiar e organizada/ Marcio Costódio

Quem também saiu encantado com a festa foi o autônomo Necivaldo Alves Barroso, de Salvador (BA). Com mais alguns casais de parentes da capital baiana e também de Sergipe, eles viram curtir a Fenarreco e a Oktoberfest. “Chegamos na quinta-feira na região e viemos especialmente para as festas de Outubro. É tudo muito organizado, limpo, as pessoas são educadas e solícitas, passam uma mensagem de família, de paz”.

Sander Xavier de Alvarenga (à esq.) veio com a esposa e outros casais curtir a Fenarreco/ Marcio Costódio

O comerciante Sander Xavier de Alvarenga também quer voltar para a Fenarreco. Ele e mais dois casais de amigos chegaram de Brasília (DF) na sexta-feira para aproveitar as festas tradicionais germânicas da região.

Para ele, o evento superou tanto as expectativas que ano que vem pretende retornar. “É muito bacana, familiar, tranquilo de vir. A alegria do pessoal daqui, a hospitalidade, tudo é ótimo, sem contar o chope que é uma delícia”, afirma.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio