Mais de 400 aves e pequenos animais são expostos em feira em Brusque

Evento começou na terça-feira, 6, no pavilhão Maria Celina Imhof e segue até o domingo, 11

Mais de 400 aves e pequenos animais são expostos em feira em Brusque

Evento começou na terça-feira, 6, no pavilhão Maria Celina Imhof e segue até o domingo, 11

Começou na terça-feira, 6, em Brusque e termina neste domingo, 11, a 14ª Feira de Aves e Pequenos Animais. O evento que acontece no pavilhão Maria Celina Vidotto Imhof expõe mais de 400 bichos, entre galinhas, marrecos, patos, gansos, pássaros, peixes, pavões, porquinhos da índia, entre outros.

A feira, realizada pela Associação de Criadores de Aves e Pequenos Animais de Brusque (Apacab), tem o objetivo de preservar o patrimônio genético das aves, reunir os criadores para confraternização e troca de conhecimento sobre o setor. Um dos organizadores do evento, Jeremias Cipriani diz que são apresentados aves peculiares e que comercializa-se os animais para que outras pessoas possam ter a possibilidade de conhecê-las.

Régis Moraes, que também é um dos organizadores, conta que são esperados para a feira mais de 10 mil pessoas. Para ambos, o público vem da própria região, principalmente do Vale do Rio Tijucas, Guabiruba e Blumenau. Cipriani afirma que devem chegar criadores do Rio Grande do Sul, do Paraná e de outras cidades de Santa Catarina.

Todo ano o aposentado Ivan Bruns, morador do Centro, prestigia a feira. Ele é apaixonado por garnizés e tem um sítio em Gaspar com mais de 100 aves. “Desde pequeno fui criado no meio dos garnizés. Pra mim é um hobby. Olho e se tiver alguma espécie diferente eu compro pra criar também”, conta o visitante.


Hamburguesa

Uma das raças mais antigas de aves domesticadas apresentadas na feira é a Hamburguesa, de origem alemã. A ave, que se destaca pela sua beleza, tem o bico branco, crista rosa e pontilhados de preto nas penas brancas. O animal vive cerca de cinco anos e pode ser encontrada tanto no tamanho mini como stander (normal). O galo e as galinhas custam R$ 400.

Feira 2 (Copy)


Sedosa do Japão

A beleza e a calma da galinha Sedosa do Japão chamam a atenção. A raça, denominada assim devido à plumagem macia atípica, tem outras características de destaque, como a pele escura, orelha azul, cinco dedos, um tufo de penas na cabeça e nas pernas. Além disso, a Sedosa do Japão pode ser encontrada em outras cores: vermelho, amarelo, azul, preto e branco. Na feira ela está sendo comercializada a R$ 300.

Feira 3 (Copy)


Marreco-mandarim

Edson Luiz Bechtold, do Dom Joaquim, expõe gansos, marrecos, patos, galinhas a garnizés todos os anos na feira. Nesta edição ele trouxe 52 aves. O expositor diz que o evento é uma ótima oportunidade para que possa mostrar a beleza de seus animais e também ganhar uma renda extra. “Eu gosto de participar porque há mais de 20 anos crio aves e também posso ganhar uma grana”. Em média, é possível obter cerca de R$ 2 mil, diz Bechtold.

Feira 4 (Copy)
O marreco-mandarim, também conhecido como pato-mandarim ou apenas mandarim, é uma ave de porte médio, que pesa aproximadamente oito quilos. A beleza exótica é o que o diferencia, já que possui um bico vermelho, podendo ter até oito cores diferentes. A ave se reproduz uma vez por ano e tem de quatro a oito filhotes. O animal vive cerca de dez anos.


Artesanato

Durante a 14ª Feira de Aves e Pequenos Animais os expositores da Associação dos Artesãos de Brusque têm a oportunidade de vender seus produtos. Cerca de 34 pessoas – sendo um de Nova Trento e um de Navegantes-, apresentam mais de 150 itens de artesanato.

Feira 5 (Copy)


Visitação

A feira está aberta até o domingo, 11, das 10h às 21h.  O ingresso custa R$ 5. Informações no 9989-3971.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio