Mais de 50 presos não retornaram às unidades prisionais

Em Santa Catarina, 1.527 presos receberam o benefício; 4 são da UPA de Brusque

Mais de 50 presos não retornaram às unidades prisionais

Em Santa Catarina, 1.527 presos receberam o benefício; 4 são da UPA de Brusque

Pelo quarto ano consecutivo Santa Catarina registra um dos menores índices de evasão de saídas temporárias do país: 3,6%. Isso significa que 56 dos 1.527 presos que tiveram o benefício de saída temporária não retornaram às unidades prisionais na data prevista. Em Brusque, quatro presos receberam o benefício e devem retornar até o dia 14 de janeiro.

Dos 56 que não retornaram às unidades prisionais, 13 já foram recapturados e os nomes dos outros são encaminhados para o Judiciário, aos serviços de inteligência dos órgãos da Segurança Pública e para as polícias civil e militar.

A saída temporária é um direito do preso, previsto em lei, que é concedido aos detentos do regime semiaberto, com bom comportamento e com uma parcela da pena já cumprida. O beneficiado tem direito de ficar até sete dias fora da unidade prisional, com os familiares. A lei impõe restrições de horários e locais que podem ser frequentados pelo preso em saída temporária.

Após os sete dias em convívio familiar, ele deve retornar a unidade prisional de origem. Aquele que não regressa é considerado evadido.

Ao final do ano de 2011 a taxa de evasão registrada foi de 5,7%, e em 2012 caiu para 4,5%. Neste ano o mesmo índice se manteve se comparado ao ano passado.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio