Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Mais de 80 deputados mudam de sigla na janela da infidelidade

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Mais de 80 deputados mudam de sigla na janela da infidelidade

Raul Sartori

Janela da infidelidade
Muito apropriadamente chamada janela da infidelidade, o prazo, agora findo, dado neste ano pela lei que permite a mudança de partido, são contabilizadas mais de 80 migrações de deputados federais. De SC, apenas um trocou de sigla. João Paulo Kleinübing deixou o PSD e ingressou no DEM, a qual já pertenceu quando se chamava Partido da Frente Liberal (PFL).

Distorção tributária
Estudo do Ministério Público estadual sobre a arrecadação de cada um dos 295 municípios de SC chega a várias conclusões. Uma delas que a maioria das prefeituras são muito ineficientes na sua administração tributária. Um dado espantoso: a arrecadação de tributos próprios em 2016 de pelo menos 54 dos 295 municípios catarinenses, por exemplo, foi inferior à despesa da respectiva Câmara de Vereadores.

Ciro, aqui
Pré-candidato à Presidência da República pelo PDT, o falastrão Ciro Gomes estará hoje em Itajaí, para fazer uma palestra, às 19 horas, para alunos e docentes da Univali. Todos os lugares no auditório estão reservados desde semana passada.

Espontaneidade
O que chama atenção daqueles que ainda não se antenaram na eleição presidencial deste ano em SC é um fato que se replica: a espontaneidade de manifestações de apoio ao ex-capitão do Exército, Jair Bolsonaro, por diversas cidades, de uma hora para outra.

Coeficiente do FPE
O Tribunal de Contas da União aprovou os coeficientes individuais que serão usados para distribuição dos recursos do Fundo de Participação dos Estados (FPE) para 2019. O FPE é constituído por 21,5% do que a União arrecada com os Impostos de Renda e sobre Produtos Industrializados. O TCU calcula o percentual de cada Estado com base na população e no inverso da renda domiciliar per capita, ou seja, em regra, quanto maior a população e quanto menor a renda domiciliar por pessoa, maiores serão as cotas. Assim, SC ficará com um dos menores coeficientes: 1,040123%. As maiores cotas ficarão com a Bahia (8,274055%) e Maranhão (6,684086%).

Câmara indiscreta
Quando da construção da monumental ponte Anita Garibaldi, a construtora responsável pela obra contratou outra empresa para fazer o monitoramento com câmaras de segurança. Acontece que o equipamento captou cenas intimas de um casal na piscina de residência vizinha. O espanto veio quando os dois amantes, seus amigos, familiares e centenas de outros, viram as tórridas cenas em rede social. Estão processando a empresa pela indiscrição. A ação está na comarca de Laguna.

Luto na literatura
A propósito do falecimento, sexta-feira, em São Paulo, da renomada escritora florianopolitana Edla van Steen, é preciso dizer que apesar de sua notoriedade, provada com mais de 20 títulos publicados, entre contos, romances, entrevistas, peças de teatro e livros de arte, nos últimos anos foi excluída de todas as listas de títulos recomendados como leitura nos vestibulares da UFSC e Udesc. Lamentável. Deve ser despeito dos nobeis (gaúchos e paulistas, em sua maioria) das duas instituições, que sempre trataram os escritores de SC com visível desprezo, a não ser os declarados comunistas e afins.

Mais médicos
Mesmo com a medida governamental proibindo a criação de novos cursos de Medicina no país nos próximos cinco anos, estão mantidos os dois autorizados mais recentemente em SC, um em Araranguá e outro em Curitibanos, ambos federais, a cargo da UFSC. O fato é que mesmo com 17 cursos e novos profissionais entrando no mercado todo ano, dezenas de prefeituras sofrem horrores para tê-los em seus quadros e atender as sempre crescentes necessidades da população. Uma delas, do Meio Oeste, chegou a oferecer R$ 33 mil mensais para um jovem clínico geral da Capital, para dedicar-se exclusivamente. Recusou.

Comemoração murcha
Foram bem aquém do que se esperava, as comemorações, em Florianópolis, pelos torcedores do Figueirense, pela surpreendente vitória sobre a Chapecoense, que lhe deu o título do estadual de futebol deste ano. No fundo há ainda muita desconfiança com os dirigentes do clube.

Sindicalismo
O Supremo Tribunal Federal recebeu mais duas ações contra o fim da contribuição sindical obrigatória. Foram ajuizadas, respectivamente, pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Saúde (CNTS) e pela Federação Nacional dos Trabalhadores em Serviços, Asseio e Conservação, Limpeza Urbana, Ambiente e Áreas Verdes (Fenascon). A perspectiva de êxito é quase nula.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio