Mais de 9 mil pessoas visitam o Mercado de Pulgas de Brusque

Evento reuniu 86 expositores de todo estado durante o fim de semana

Mais de 9 mil pessoas visitam o Mercado de Pulgas de Brusque

Evento reuniu 86 expositores de todo estado durante o fim de semana

Mais de nove mil pessoas passaram pelo Pavilhão de Eventos Maria Celina Vidotto Imhof neste fim de semana para conferir a 7ª edição do Mercado de Pulgas. O evento que é promovido pelo Clube de Bicicletas Antigas de Brusque já virou tradição na cidade e é considerado a maior feira deste segmento em Santa Catarina.

O organizador do evento, Vilmar Araldi, conta que nesta edição, a estrutura do pavilhão teve de ser modificada devido ao grande número de expositores. “Mudamos o layout aqui dentro do pavilhão porque tivemos muita procura. 86 expositores participaram desta edição e muitos ficaram de fora porque não havia mais espaço”.

De acordo com ele, a grande presença do público é um dos diferenciais do evento em Brusque. “Todos os expositores gostam de vir pra cá porque o número de visitantes é muito grande, o público de Brusque é muito fiel, as vendas são sempre boas e também há muitas trocas de objetos”.

O Rancho Esplendor, de Guaramirim, participou pela terceira vez do Mercado de Pulgas em Brusque. Uma das proprietárias, Camila Kleinschmidt, afirma que a loja participa por causa do público. “Nós estamos aqui pela terceira vez porque o público é muito bom, vale muito a pena vir até aqui para expor nossos produtos”, diz.

IMG_6196

A loja existe há um ano e meio, mas Camila está no mundo das antiguidades há cinco anos. “Tudo começou com a coleção de video-games antigos do meu marido. Fomos nos interessando cada vez mais por antiguidades, até que decidimos abrir a loja”, conta.

Segundo ela, há alguns anos a procura por objetos antigos aumentou. “De uns tempos pra cá as pessoas estão procurando mais estes objetos. É muito legal ver a reação das pessoas ao encontrar determinados objetos, as lembranças da infância voltam à cabeça, muitos ficam até emocionados”.

O Rancho Esplendor trouxe para Brusque diversos objetos. “Temos moedas de 1869, do tempo do Império, muito artigo de decoração, brinquedos, tudo que se possa imaginar nós temos”.

Quem também participa há alguns anos do Mercado de Pulgas é o Seu Pinheiro, de Blumenau. Ele coleciona antiguidades há pelo menos 10 anos e percorre toda a região em busca desses objetos. “Vou garimpando pela região, tudo o que eu encontro eu pego, tenho máquina de escrever, caixa registradora, bomba de poço, baleiros, diversos objetos”, diz.

Para ele, preservar a memória por meio dos objetos é muito importante. “Eu preservo porque se não fizer, o que teremos depois? A juventude hoje não preserva nada, então acho muito importante que as pessoas gostem e queiram preservar a história colecionando o que fez parte dela um dia”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio