Mais duas empresas se instalarão na área industrial do bairro Limeira

Após pente-fino, 80% das empresas que atuam no local estão regularizadas, diz prefeitura

Mais duas empresas se instalarão na área industrial do bairro Limeira

Após pente-fino, 80% das empresas que atuam no local estão regularizadas, diz prefeitura

A área industrial que fica no bairro Limeira receberá o reforço de mais duas empresas em breve. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Brusque informa que já autorizou que uma malharia e uma metalúrgica se mudem para o local.

A malharia é de empresários de Brusque com um sócio gaúcho e já tem duas unidades em Brusque e Guabiruba. Esta última será transferida da cidade vizinha para a área industrial.

João Beuting, secretário de Desenvolvimento Econômico, afirma que se trata de uma malharia de porte considerável. Segundo ele, além de transferir a estrutura de Guabiruba, os empresários também criarão no local um centro de distribuição.

Veja também:
Quais áreas terão aumento de recursos em 2019 na Prefeitura de Brusque

Moradora de Brusque será indenizada pela prefeitura após carro cair em buraco na via

Prefeitura de Brusque abre processo seletivo para contratações temporárias

Esta empresa irá se instalar na parte mais alta da área industrial. Beuting diz que a prefeitura se comprometeu em prover a infraestrutura, mas para isso precisará resolver uma questão burocrática.

A malharia ficará em um terreno que fica depois do fim da rua oficial. O Instituto Brusquense de Planejamento (Ibplan) deve enviar à Câmara de Vereadores projeto de lei no qual oficializa este trecho, para que o terreno tenha frente para uma via pública regularizada.

A outra empresa que irá se instalar é uma metalúrgica também de Brusque. Segundo Beuting, atualmente, ela funciona em imóvel alugado e agora pretende ir para o novo espaço.

A metalúrgica é de porte menor, porém, o secretário diz que se trata de empresários “corretos e conhecidos da cidade”.

As empresas devem se instalar nos próximos meses na área industrial, mas não existe uma data para tal.

Melhorias
Beuting diz que a prefeitura precisa melhorar a infraestrutura da área industrial. “O que sentimos necessidade é de melhorias, com asfaltamento e energia elétrica para novas empresas”.

O secretário afirma que a pasta trabalha para garantir capacidade de energia elétrica para a área industrial. Com mais empresas, a demanda automaticamente cresce.

A pasta também enviou requerimento à Secretaria de Obras, para que ela analise se é possível melhorar o asfaltamento e outras situações.

Revisão
A prefeitura fez um pente-fino nas 18 empresas que estão na área industrial atualmente. Segundo Beuting, 80% delas entregaram os documentos e são consideradas regularizadas.

“Temos quatro situações mais sérias: duas empresas estão em processo de falência e outras duas iniciaram a construção do prédio, mas o abandonaram”, afirma o responsável pelo Desenvolvimento Econômico do município.

Veja também:
Licitação para projeto de nova estação de tratamento do Samae avança

Procurando imóveis? Encontre milhares de opções em Brusque e região

Blumenau investirá 4,5 milhões de dólares em central de controle do trânsito

Um dos processos de falência está mais avançado. A prefeitura depende do judiciário para poder tomar qualquer atitude.

A outra empresa em falência já manifestou intenção de devolver o imóvel à municipalidade. Um documento foi enviado à Justiça para oficializar, mas falta o despacho da juíza.

Os outros dois casos são delicados e devem se arrastar por mais algum tempo. Segundo Beuting, o pente-fino não fez distinção de empresários. Os casos mais graves foram encaminhados à Procuradoria-Geral do Município, que deverá empregar as medidas legais cabíveis.

O raio-x da área industrial começou no final do ano passado. A prefeitura iniciou após questionamentos feitos pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-SC) sobre os benefícios econômicos e fiscais.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio