Manifestação em Brusque pede regularização da Fosfoetanolamina

Ação reuniu poucas pessoas na manhã deste domingo, 29, na Praça Barão de Scheneburg

Manifestação em Brusque pede regularização da Fosfoetanolamina

Ação reuniu poucas pessoas na manhã deste domingo, 29, na Praça Barão de Scheneburg

Cerca de 15 pessoas estiveram reunidas na manhã deste domingo, 29, na Praça Barão de Scheneburg, para manifestar pela regularização da Fosfoetanolamina, substância que possui ação tumoral e é usada por alguns pacientes no tratamento de câncer.

A organizadora da manifestação, a farmacêutica Andréa Bodenmuller de Oliveira Hank, diz que a luta em prol da liberação da substância é uma forma de mostrar indignação diante da determinação do Órgão Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo, que determinou a suspensão do fornecimento da fosfoetanolamina sintética, distribuída pela USP para pacientes com câncer mediante liminares. “É comprovado a sua eficácia, só faltam os testes clínicos para que tenha registro na Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária]”.

Fosfoetanolamina

Substância produzida pelo corpo humano e pode ter como função ser antitumoral, possuindo ação antiproliferativa e estimula a apoptose, que seria uma “morte celular programada”, ou seja, impede que o câncer se espalhe e produz a morte de suas células.

>> Na edição desta segunda-feira, 30, confira matéria na íntegra.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio