Marcílio Dias e Brusque soberanos no confronto direto no quadrangular final

Equipes tiveram as melhores campanhas contra os concorrentes ao acesso

Marcílio Dias e Brusque soberanos no confronto direto no quadrangular final

Equipes tiveram as melhores campanhas contra os concorrentes ao acesso

Se o desempenho do turno e returno prevalecer, Marcílio Dias e Brusque não terão dificuldades para garantir o acesso à elite do Catarinense. Os dois principais favoritos ao título da competição foram soberanos no confronto direto com os principais concorrentes às duas vagas. Principalmente o Marinheiro, que só perdeu um, dos seis jogos que fez contra os rivais. 
A equipe de Itajaí também foi melhor que os adversários tanto no turno quanto no returno da competição. Somou 13 pontos dos 18 disputados, sete no primeiro e seis no segundo. Aproveitamento de 72%, o mais regular. Marcou dez gols sobre os concorrentes e sofreu cinco. Todos os adversários foram derrotados pelo menos uma vez pelo Marinheiro na competição. O Concórdia foi o único que perdeu os dois confrontos.
O Bruscão tem o segundo melhor desempenho contra os adversários, venceu três, empatou duas e perdeu apenas uma. O clássico contra o Marcílio Dias, na quinta rodada do returno. No primeiro turno, quando foi campeão, o time teve o mesmo desempenho do Marinheiro, somou sete pontos dos nove possíveis. Aproveitamento de 77,7%. 
As equipes empataram em todos os quesitos: Número de gols pró, contra e consequentemente saldo de gols. Foram seis tentos marcados e três sofridos. A queda do Marreco ficou acentuada no segundo turno. Quando a equipe somou apenas quatro pontos. Rendimento de 44%, melhor apenas que o do Concórdia, que fez apenas um. A má fase ficou evidenciado no número de gols. O time fez nos três jogos do returno apenas dois gols. Média de 0,66 gol por partida. No primeiro turno, o número era de dois por jogo.
O Tubarão é a equipe que mais cresceu na última fase. Fez apenas um ponto no turno e pulou para seis no returno. O desempenho que garantiu o título da segunda fase ao time do Sul foi confirmado também nos confrontos diretos. Teve duas vitórias e uma derrota. Aproveitamento de 66%. Perdeu apenas para o Brusque, em casa, na segunda rodada. A equipe fez cinco gols nos três confrontos e sofreu quatro. No primeiro turno, foram um empate e duas derrotas, com apenas um gol marcado e quatro sofridos.
O Concórdia chega ao quadrangular com o pior desempenho no confronto direto com as outras três equipes. O time conquistou apenas dois pontos, entre os 18 conquistados. Aproveitamento de apenas 11,1%. Um dos pontos foi no empate em 0 a 0 com o Brusque no estádio Augusto Bauer, em jogo válido pela quarta rodada do returno da competição. O outro foi no 1 a 1 com o Tubarão, na sexta partida do turno. O time do Oeste fez quatro gols e tomou dez. Saldo de menos seis.
Turno Returno 
2ª rodada
30/5 Brusque 2×0 Tubarão 14/7 Tubarão 1×2 Brusque
4ª rodada
8/6 Concórdia 1×2 Brusque 28/7 Brusque 0x0 Concórdia
5ª rodada
 16/6 Brusque 2×2 Marcílio Dias 4/8 Marcílio Dias 1×0 Brusque
6ª rodada 
19/6 Tubarão 1×1 Concórdia 10/8 Tubarão 2×1 Concórdia
7ª rodada
23/6 Concórdia 1×3 Marcílio Dias 21/8 Marcílio Dias 2×0 Concórdia
8ª rodada
26/6 Marcílio Dias 1×0 Tubarão 28/8 Tubarão 2×1 Marcílio Dias


Classificação no confronto direto – Turno
P V E D GP GC S AP
1º Brusque 7 2 1 0 6 3 3 77,7%
1º Marcílio Dias 7 2 1 0 6 3 3 77,7%
3º Concórdia 1 0 1 2 3 6 -3 11,1%
4º Tubarão 1 0 1 2 1 4 -3 11,1%

Classificação no confronto direto – Returno
P V E D GP GC S AP
1º Marcílio Dias 6 2 0 1 4 2 2 66,6%
2º Tubarão 6 2 0 1 5 4 1 66,6%
3º Brusque 4 1 1 1 2 2 0 44,4%
4º Concórdia 1 0 1 2 1 4 -3 11,1%

Classificação geral no confronto direto 
P V E D GP GC S AP
1º Marcílio Dias 13 4 1 1 10 5 5 72,2%
2º Brusque 11 3 2 1 8 5 3 61,1%
3º Tubarão 07 2 1 3 6 8 -2 38,8¨%
4º Concórdia 02 0 2 4 4 10 -6 11,1%

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio