Médico brusquense é o único do estado a integrar grupo que trabalhará na Olimpíada

Rafael Gallassini atenderá atletas, comissões técnicas e espectadores na competição

Médico brusquense é o único do estado a integrar grupo que trabalhará na Olimpíada

Rafael Gallassini atenderá atletas, comissões técnicas e espectadores na competição

Apesar de estar envolvido com o esporte desde criança, o médico brusquense Rafael Gallassini nunca imaginou atuar em meio à principal competição esportiva do planeta. Mesmo assim, a oportunidade surgiu e o brusquense estará a serviço da Olimpíada do Rio de Janeiro. Ele será o único médico de Santa Catarina trabalhando na equipe oficial do evento.

Leia também: Quatro casos de caxumba são atendidos, por semana, em Brusque

Em março, durante um congresso nacional de profissionais da medicina, Gallassini descobriu a possibilidade de se inscrever para participar dos Jogos Olímpicos do Rio fazendo o que sabe de melhor: tratar de atletas. Aí, ele não pensou duas vezes: “O meu legado é o meu conhecimento, ou seja, para onde eu vou, levo o meu legado. Por que não levar isso para a Olimpíada?”.

O nutrólogo, que é especializado em medicina do esporte, partiu de Brusque rumo à capital fluminense na sexta-feira, 29, e começou a atuar segunda-feira, 1º, antes mesmo do início oficial da competição. Seu trabalho é o de auxiliar os competidores – não somente da delegação brasileira -, mas todos os participantes que se sentirem mal durante os treinamentos e competições, dando a assistência médica necessária para tratar dos sintomas. O trabalho de Gallassini será voltado para os desafios de artes marciais e natação, e o retorno do médico brusquense será no dia 16.

Vida de atleta

Gallassini sempre foi envolvido com o esporte. O gosto pelas atividades físicas surgiu ainda adolescente, quando conheceu a prática das artes marciais. “Eu gostava de lutar jiu-jitsu e depois iniciei na musculação. Assim que comecei na medicina, eu sabia que iria fazer algo na área esportiva por esse motivo”, completa. Agora, estará cercado dos melhores atletas do mundo, todos concentrados na mesma cidade e procurando o melhor desempenho de suas carreiras. “Ser um apaixonado pelo esporte e poder estar nesse lugar é simplesmente espetacular. Eu estou muito feliz”.

O médico ainda luta jiu-jitsu, malha e pratica crossfit. Mais do que isso, auxilia quem decide ter o esporte como carreira. Na Olimpíada, o brusquense tratará de lesões ocasionadas após as atividades, mas uma de suas principais funções na Clínica Lucano, onde atende, é justamente a prevenção destes problemas. Ele realiza trabalhos com atletas de alta performance que buscam uma boa condição para competir.

Além de esportistas profissionais, Gallassini trata de quem busca melhorias na condição física. “Trabalho com emagrecimento, harmonização metabólica e suplementação. Recebo pessoas de todas as idades, umas buscando o emagrecimento, outras querendo fortalecer. Ajudo a preservar um corpo estético, mas com saúde, sem dietas malucas que fazem o paciente voltar a engordar depois de um tempo”, explica.

Atendimento no Rio

Durante o evento estarão presentes cerca de 800 médicos. As funções que todos os profissionais da medicina terão de desempenhar no evento serão as de atendimento a agravos súbitos, tanto de atletas, comissões técnicas e até mesmo do público. Para isso o Comitê Olímpico Brasileiro forneceu cursos de capacitação gratuitos em urgências e emergências cardiológicas, esportivas e pré-hospitalares.

Além de atuar no atendimento a atletas e delegações de mais de 200 países na Policlínica da Vila Olímpica e Paralímpica, os profissionais da área de serviços médicos também vão marcar presença em postos médicos dentro e fora das instalações de competição, prestando atendimento a espectadores, funcionários, voluntários e todos os demais envolvidos no evento.

Como a atuação de Gallassini se resumirá à natação e às lutas, o trabalho durante a competição começará já no próximo domingo. A partir das 13h, provas de natação serão realizadas no Estádio Aquático Olímpico. Na Arena Carioca 2, também domingo, o judô será praticado. A escala de trabalho do brusquense será repassada assim que o evento tiver início.


Você no jornal

Vai assistir às competições no Rio? Envie fotos e informações para redacao@municipiomais.com.br ou pelo Facebook do jornal.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio