Menino que caiu de bicicleta em barranco segue internado na UTI, em Florianópolis

Amigos da família fazem campanha para doação financeira para ajudar nas despesas

Menino que caiu de bicicleta em barranco segue internado na UTI, em Florianópolis

Amigos da família fazem campanha para doação financeira para ajudar nas despesas

O menino de 6 anos que caiu de bicicleta de um barranco, no loteamento Planalto, no bairro Limoeiro, no sábado, 30, continua internado, em estado grave, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis.

O pai Eliseu Gomes conta que o filho continua em coma e está com o crânio e um lado do rosto fraturado, também quebrou o maxilar.

Porém, o que mais preocupa os médicos no momento é uma infecção pulmonar, que se deu pois o menino engoliu muito sangue. Além disso, ele também está com uma infecção na fratura acima dos olhos e no crânio, mas que esta deverá ser retirada e em seguida preenchida com enxerto.

Na quarta-feira, 3, o pai informa que os médicos devem retirar os aparelhos para fazer o cérebro começar a reagir.

Na rede social Facebook, um amigo da família fez uma campanha para ajudar os pais do menino. Como não tem condições de manter os custos com as despesas das viagens até a capital, a ação pede a colaboração da comunidade.

Gomes diz que já ganharam combustível, alimentação e alguns objetos que necessitavam. Um empresário também contribuiu com ajuda financeira.

– Estamos guardando todo valor que ganhamos, pois não sabemos o que acontecerá de agora em diante e do que ele (filho) precisará. Nossa vida parou, estamos agora só em função dele, comenta.

Além do menino de 6 anos, o casal tem outra filha de 11 anos, que ficou bastante traumatizada com o acidente. Segundo o pai, durante a queda o menino ficou chamando por ela e pedindo socorro.

Gomes conta que as crianças sempre costumam brincar naquele local, e o acidente com o filho ocorreu, porque ele não conseguiu frear por estar segurando um celular que havia acabado de ganhar da avó e que tinha ido mostrar para os amigos.

– Foi um descuido, coisa de criança. Infelizmente, uma fatalidade, lamenta.

Quem tiver interesse em ajudar a família pode entrar em contato diretamente por telefone com Gomes, pelo número (47) 9260-7107 (Vivo).

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio