Mensalidade das escolas particulares sobe acima da inflação em Brusque

Reajuste para o próximo ano letivo oscila entre 9% e 10% no município

Mensalidade das escolas particulares sobe acima da inflação em Brusque

Reajuste para o próximo ano letivo oscila entre 9% e 10% no município

A mensalidade nos colégios particulares de Brusque ficará mais cara no próximo ano letivo. Com o início do período de matrículas, os valores já foram definidos pelas escolas do município e repassados aos pais.
Em levantamento feito pelo Município Dia a Dia em cinco instituições de ensino de Brusque, o reajuste das mensalidades ficou entre 9% e 10% – acima dos 6,45% previstos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

De acordo com o economista Wagner Dantas, esse grande aumento pode impactar diretamente na inflação. “Se todas as empresas aplicarem reajustes na média de 10%, a inflação média dos preços vai subir para 10%. Teria que reajustar abaixo disso, mas sabemos que muitas vezes isso não é possível”, afirma.
Para ele, o aumento é preocupante. “A educação dos filhos é algo que não tem como substituir e os pais acabam pagando, o consumidor fica sem ter o que fazer. Há a possibilidade de negociar, mas é sempre muito difícil, então a maioria acaba se sujeitando a esse aumento”.

Em média, as mensalidades nos colégios brusquenses ultrapassam os R$ 500 para a educação infantil e, conforme o avanço das séries, o valor aumenta e pode chegar a R$ 800 para o ensino médio.
O presidente do Núcleo das Instituições Educacionais de Brusque, Claudemir Aparecido Lopes, destaca que os colégios do município não chegaram a discutir o reajuste, por isso, cada instituição definiu o valor conforme as suas necessidades. “Não chegamos a definir esse reajuste e não fizemos nenhum tipo de acordo para definir o percentual a reajustar. Foi uma questão individual de cada colégio”.

Entre os critérios usados pelas escolas para definir o novo valor das mensalidades estão as despesas com professores, e investimentos que serão realizados ao longo do ano. “As escolas levaram em conta a previsão de aumento na folha de pagamento dos funcionários, e também os investimentos em tecnologia e estrutura física.

Também há despesas com aluguel para algumas instituições. Cada escola, conforme a sua necessidade de investimento aplica o reajuste”.

Lopes destaca que os pais podem solicitar a planilha de orçamentos da escola para entender melhor o reajuste aplicado. “As instituições devem fornecer esse documento aos pais que solicitarem, demonstrando os investimentos que a escola pretende fazer”.

O coordenador ressalta ainda que todas as escolas estão abertas a negociação. “É importante que os pais conversem nas instituições e negociem valores e descontos”.
Matrículas

Os colégios particulares de Brusque já estão com o período de matrículas e rematrículas abertos. Confira:

Colégio São Luiz
22 de setembro até fim de janeiro

Colégio Cônsul
3 a 7 de novembro para rematrícula
17 a 21 de novembro para alunos novos

Colégio Cultura
3 a 28 de novembro para matrículas e rematrículas

Colégio Energia
3 de novembro até fim de dezembro para matrículas e rematrículas

Colégio Honório Miranda
Matrículas abertas sem previsão de término

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio