Mercado registra boas vendas de veículos no Vale do Itajaí em março

Apesar do resultado positivo, na comparação com o ano passado o cenário ainda é negativo

Mercado registra boas vendas de veículos no Vale do Itajaí em março

Apesar do resultado positivo, na comparação com o ano passado o cenário ainda é negativo

A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores de Santa Catarina (Fenabrave-SC) divulgou balanço das vendas de veículos no estado neste primeiro trimestre. O resultado do Vale do Itajaí de março em relação a fevereiro é positivo, aumento de 15,31%, contudo, na comparação com o mesmo mês de 2015 ainda é ruim, pois representa queda de -21,4%.

De acordo com o levantamento da Fenabrave-SC, entidade que representa 650 concessionárias de veículos em Santa Catarina, os números apenas de março são animadores diante de fevereiro. Foram emplacados 2,4 mil veículos de passeio e automóveis comerciais leves no mês, somadas as duas categorias, crescimento de 20,11%.

Ainda conforme o levantamento e considerando os números entre o segundo e terceiro mês de 2016, as categorias ônibus e caminhões juntas tiveram resultado 20,5% positivo. Os itens motos e outros somaram crescimento de 15,11% entre fevereiro e março deste ano.

As concessionárias do Vale do Itajaí não têm razão para comemorar porque o primeiro trimestre de 2016 foi pior do que o mesmo período do ano passado em todas categorias. A pesquisa da Fenabrave-SC aponta que o primeiro trimestre deste ano teve redução de -24,26% nas vendas.

Sinais de recuperação

Os números divulgados pela Fenabrave-SC não indicam um cenário positivo para as montadoras e concessionárias, contudo, indicam que a economia começa a reaquecer em meio à crise financeira e política brasileira. Ricardo Cavilha, gerente da Renault Automega, afirma que o mercado brusquense foi afetado pela situação econômica nacional. “Comparado com o ano passado, está bem diferente”, diz.

Segundo Cavilha, o normal era que mensalmente fossem emplacados de 300 a 400 veículos em Brusque, hoje, este valor caiu para cerca de 150. O gerente diz que ultimamente apareceram muitos clientes querendo renegociar a dívida, um sinal de que o crédito está bastante restrito.

Flávio Matias Piva, gerente da Geração Hyundai, afirma que março foi muito bom. “Março deste ano foi muito bom para a Hyundai.

Conseguimos uma participação de mercado em Brusque muito interessante”. Ele ressalta que o perfil do público da marca não é de aventureiros, mas sim pessoas que tendem a se programar financeiramente. Por isso a crise tem um pouco menos de efeito sobre os clientes.

O gerente de vendas da Chevrolet Uvel de Brusque, Jonathan Andrade, diz que a avaliação deve ser feita sobre a participação de mercado. “A questão é se manter na participação de mercado”, diz, e completa que “não tem como vender para um mercado que não compra”. Ele afirma que o mercado encolheu cerca de 28% desde o ano passado, por isso é esperado que 2016 não seja tão bom.

20160420-12

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio