Mesa-diretora se manifesta sobre operação do Gaeco

Jean Pirola disse que sociedade tem o direito de saber o que está acontecendo

Mesa-diretora se manifesta sobre operação do Gaeco

Jean Pirola disse que sociedade tem o direito de saber o que está acontecendo

Em sua volta à presidência do Legislativo, Jean Pirola comentou a operação realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) realizada na quinta-feira, 22, na sede da Câmara. Na ocasião, os policiais fizeram cópia de arquivos do computador da assessoria jurídica e levaram um celular.

Pirola destaca que não pode dar detalhes da operação ainda devido ao segredo de Justiça e lamentou a forma como foi feita a operação. “Infelizmente, por estar em segredo de Justiça, acaba gerando interpretações, colocando todos os vereadores e funcionários da Câmara na vala comum”.

Pirola adiantou que a operação foi realizada para coletar informações para um processo judicial e que não envolve nenhum dos vereadores e nem servidores da Casa. “A mesa diretora vai se manifestar quando puder, quando sair de segredo de Justiça. A sociedade tem o direito de saber o que está acontecendo e, julgar se o procedimento adotado é legal, e principalmente, se é moral”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio