Mesmo com chuva, fiéis participam da Festa de Nossa Senhora de Azambuja neste fim de semana

A missa solene deste domingo, 21, foi presidida pelo bispo auxiliar emérito de Florianópolis Dom Vito Schlickmann

Mesmo com chuva, fiéis participam da Festa de Nossa Senhora de Azambuja neste fim de semana

A missa solene deste domingo, 21, foi presidida pelo bispo auxiliar emérito de Florianópolis Dom Vito Schlickmann

Nem mesmo a chuva desmotivou milhares de fiéis que participam neste fim de semana da Festa de Nossa Senhora de Azambuja –  um dos eventos religiosos mais tradicionais de Brusque.  A festa acontece há 121 anos e reúne visitantes de várias cidades da região e do Brasil.

Além do churrasco, pratos quentes, jogos do bingo e roleta com prendas, nesta edição a missa solene deste domingo, 21,  foi presidida pelo bispo auxiliar emérito de Florianópolis Dom Vito Schlickmann.  No sábado à noite a garoa fina que caiu não impediu que fosse realizada a procissão luminosa ao Morro do Rosário com a Oração do Terço e também um show pirotécnico.

O padre Nélio Roberto Schwanke, vigário paroquial do santuário e diretor do hospital Azambuja, afirma que a festa é uma maneira dos fiéis demonstrarem a devoção por Nossa Senhora. Ele diz que as pessoas vem para comer, se divertir e principalmente pela fé.

O casal Francisco e Diomira Horner, do Dom Joaquim, prestigiam a Festa de Azambuja há mais de 50 anos. Eles contam que a chuva atrapalha o evento, porém, não afeta a motivação. “A gente sempre vem pra missa, almoçamos, compramos uma rifa e depois antes de ir embora geralmente levamos uma lembrancinha. A cada ano a nossa fé só aumenta”, afirma Horner.

A dona de casa Rosemere Guilherme de Lima, de Navegantes, veio pela primeira vez na festividade em Brusque. Ela diz que também participa da tradicional Festa de Nossa Senhora dos Navegantes que acontece no seu município. “Fui convidada pela família de uma amiga a conhecer a festa daqui. Como sou acostumada a ir em Navegantes e acho muito bonito essa tradição religiosa, estou adorando e pretendo retornar”, garante.

Vendas prejudicadas

Devido à chuva, trabalhadores  registram queda nas vendas.  O Grupo Fidelidade, do hospital Azambuja, comercializa lençóis, almofadas e peças de roupa na Festa de  Azambuja. Segundo a voluntária  Leopolidina Paoli, que trabalha há 15 anos, a vinda de um maior público foi afetado pelo tempo.

Para a comerciante Maria Cristina da Conceição Arruda, que vem há sete anos de São Paulo vender brinquedos e roupas no evento, este foi a pior edição. “Nós sempre viemos pois é uma ótima festa, mas neste ano a chuva atrapalhou muito. Todos os dias a água não deu trégua”, analisa.

Arrecadação

O dinheiro arrecadado na festa será destinado para a manutenção do hospital, do seminário e do santuário. Do valor total, o hospital e o seminário receberão 33% cada e o santuário receberá 34%.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio