Moradores do Santa Luzia reivindicam conclusão de serviços no ribeirão do bairro

Obras nas proximidades das ruas Hermínio Pavesi e SL 027 teriam causado transtornos

Moradores do Santa Luzia reivindicam conclusão de serviços no ribeirão do bairro

Obras nas proximidades das ruas Hermínio Pavesi e SL 027 teriam causado transtornos

Moradores do bairro Santa Luzia buscam respostas para obras junto ao ribeirão, nas proximidades das ruas Hermínio Pavesi e SL 027. Eles reivindicaram melhorias para evitar alagamentos e desmoronamentos. O problema foi abordado em edição do Jornal Município Dia a Dia em maio, e, segundo os moradores, funcionários da Secretaria de Obras foram até o local tomar conhecimento da situação. Na época, foi realizou o enrocamento – base de blocos de rocha para proteção contra erosões – no local para a sustentação das margens do ribeirão. Mas, os moradores dizem que a obra não foi concluída. 

Os moradores Gilberto Ramos e Adilson Kuhnen contam que houve desbarrancamento perto do asfalto e queda de um muro. Ainda de acordo com eles, a Prefeitura de Brusque colocou pedras à margem do ribeirão, em apenas uma parte, mas não recolocou o meio-fio e boca de lobo. Ramos diz que chegou a derrubar uma parte de sua casa para que o maquinário pudesse passar no seu terreno e continuar os trabalhos para mudar a tubulação do ribeirão, além de dar continuidade ao enrocamento.”O importante é a prefeitura terminar o serviço. Disseram que no fim de agosto iriam terminar as obras”, afirma o morador. 

O secretário de Obras, Gilmar Vilamoski, diz que foram construídas casas à beira do ribeirão, inclusive a de Gilberto Ramos. A equipe da secretaria foi até o local e fez o enrocamento. “Fizemos junto à estrada, o proprietário solicitou mais serviços para proteger a propriedade dele. Mas esse serviço não está na nossa programação”, diz o secretário. 

Vilamoski informa que o serviço que Ramos está solicitando envolve macrodrenagem com projeto completo e será necessário buscar recursos para mexer em toda a bacia. “A solicitação de fazer o enrocamento além do que já foi feito é de caráter particular”, avalia Vilamoski. “O que foi feito, foi para conter a insegurança da rua”, conclui.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio