Mudança de governo adia agendamento de eventos no pavilhão da Fenarreco

Segundo a Secretaria de Turismo, apenas eventos anuais e de grande porte já estão garantidos para 2017

Mudança de governo adia agendamento de eventos no pavilhão da Fenarreco

Segundo a Secretaria de Turismo, apenas eventos anuais e de grande porte já estão garantidos para 2017

Principal centro de eventos do município, o pavilhão Maria Celina Vidotto Imhof, conhecido como pavilhão da Fenarreco, é o local mais procurado pelos organizadores em Brusque. Mas, para 2017, o agendamento está prejudicado por causa da mudança de gestão.

Segundo o diretor da Secretaria de Turismo, Ademir Moraes, somente eventos maiores e que têm programação anual, de longo prazo, estão confirmados. São os casos da Fenarreco, Fenajeep, Festa Nacional do Colono, Festival Nacional da Cuca, Brusque Motorcycle, entre outros.

Segundo o turismólogo, os organizadores desses eventos pagam aluguel para o uso do espaço e movimentam a economia da cidade. Há também a necessidade de mais tempo para a divulgação, pois atraem pessoas de todo o Brasil. Por isso, a secretaria já os garantiu.

No entanto, programações menores, geralmente religiosas ou filantrópicas, estão pendentes. Esse eventos normalmente não pagam aluguel, apenas pedem que o pavilhão seja cedido.

“Temos recebido quase que diariamente pedidos de reservas, mas, para o ano que vem, até em razão da mudança de governo, não queremos comprometer o calendário de eventos. Não que a gente não precise dos eventos, claro que precisamos, mas, por se tratar de um novo governo, a sugestão da Secretaria de Turismo é que os promotores de eventos nos procurem no começo do próximo ano”, afirma o diretor.

Sem perdas

Questionado se não poderia haver prejuízo ao município com essa recomendação de agendamentos apenas em 2017, Moraes descarta a possibilidade. “Só estamos priorizando grandes eventos, que já têm calendário”.

O diretor da Secretaria de Turismo afirma que não existe recusa em agendar os eventos, apenas há “cautela”. “Não temos condição de recusar grandes eventos, o Turismo vive disso”.

A tarefa de consolidar a programação de 2017 do pavilhão deverá ficar para o próximo secretário de Turismo, uma vez que o atual é também vice-prefeito e o seu partido, o PP, não foi reeleito.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio