Conteúdo exclusivo para assinantes

Com novo governador, mudanças na ADR de Brusque não estão descartadas

Raimundo Colombo foi substituído por Eduardo Pinho Moreira na sexta-feira, 16

Com novo governador, mudanças na ADR de Brusque não estão descartadas

Raimundo Colombo foi substituído por Eduardo Pinho Moreira na sexta-feira, 16

O governador Raimundo Colombo licenciou-se do cargo nesta sexta-feira, 16, dando lugar ao vice-governador Eduardo Pinho Moreira, o qual deve permanecer até o fim do ano. A mudança no comando político do estado, por sua vez, não deve ser a única, já que o novo governador terá a prerrogativa de trocar cargos comissionados, inclusive na Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Brusque.

Fontes ligadas ao governo do estado ouvidas por O Município afirmam que, por ora, nada está definido quanto a mudanças nas ADRs e suas gerências. No entanto, também afirmam que isso deverá entrar na pauta de discussões, assim que Pinho Moreira assumir oficialmente o cargo de governador.

A troca no comando ou em alguma das gerências da ADR de Brusque é algo que “pode acontecer”, informou um membro do PMDB estadual. “Isso será discutido. É uma pauta que ainda não entrou, mas vai entrar em breve”, disse, sob a condição de anonimato.

Fontes próximas a Colombo, por sua vez, também não descartam a possibilidade de trocas. No entanto, isso não deve acontecer tão rápido. 

Assessores de Colombo não acreditam que haverá qualquer mudança no comando das ADRs pelo menos até abril, quando Colombo prometeu renunciar oficialmente ao mandato para postular uma vaga ao Senado durante as eleições gerais de outubro. “Depois, tudo pode acontecer”, disse uma fonte próxima ao governo estadual.

A avaliação é de que, com Pinho Moreira assumindo oficialmente, e não mais interinamente o governo, ele se sentirá “mais à vontade” para promover mudanças mais amplas na equipe de governo.

A assessoria do governador em exercício, contatada, afirma que por enquanto ainda não há definição de como ficará a equipe do governo.

Informa, contudo, que Pinho Moreira está fazendo um estudo da composição dos cargos de primeiro escalão do governo. 

O secretário-executivo da ADR de Brusque, Ewaldo Ristow Filho, está em férias até quinta-feira, 22, quando retoma as atividades. Questionado se deve permanecer no cargo após a saída de Colombo, informou que até o momento não recebeu nenhuma sinalização do governo.

“O cargo de secretário-executivo é definido pelo governador com a Casa Civil, e até o presente momento não recebi nenhuma informação sobre mudanças.”

Ristow Filho é o nome de confiança de Colombo, e foi indicado para a ADR em 2015, após Jones Bosio (DEM) deixar o cargo. Ele foi filiado ao PP por cerca de duas décadas, mas desfiliou-se antes de assumir o cargo e, desde então, não possui vínculo partidário formal.

Os nomes do primeiro escalão, por sua vez, já estão sendo definidas pelo novo governador. Alguns permanecem. Confira a lista:

Airton Spies (Agricultura)
Milton Martini (Administração)
Luciano Veloso (Casa Civil)
Marcelo Rêgo (Comunicação)
Rodrigo Moratelli (Defesa Civil)
Acélio Casagrande (Saúde)
Eduardo Deschamps (Educação)
Paulo Eli (Fazenda)
Cassio Taniguchi (Planejamento)
Paulo França (Infraestrutura)
Leandro Lima (Justiça e Cidadania)
Alceu Pinto (Segurança)

 

 

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio