Mulher cai no “golpe do sequestro” em Brusque

O falso sequestrador obrigou que ela efetuasse quatro recargas de celular

Mulher cai no “golpe do sequestro” em Brusque

O falso sequestrador obrigou que ela efetuasse quatro recargas de celular

Ivanete Teresinha de Oliveira, 41 anos, foi vítima do “golpe do sequestro”, aplicado por telefone, no fim da tarde de segunda-feira, 5. A moradora de Santa Luzia conta que recebeu uma ligação no telefone residencial. Um homem dizia que havia sequestrado o filho dela e, para o resgate, queria que ela efetuasse recargas de celular.

O falso sequestrador obrigou que ela efetuasse quatro recargas, uma de R$ 300, duas de R$ 150 e mais uma de R$ 100. Segundo Ivanete, se ela não fizesse as recargas, o filho seria morto.
Desesperada, ela conseguiu fazer cinco recargas: uma de R$ 50, duas de R$ 100 e duas de R$ 150. Os créditos foram para dois números de celulares diferentes, no DDD 21. Depois de cumprir com o acordo, ela ainda precisou rasgar os comprovantes e colocá-lo no vaso sanitário e puxar a descarga. Somente depois de um tempo é que Ivanete percebeu que tinha caído num golpe. A recomendação da polícia, nesses casos, é desligar o telefone, avisar a polícia e tentar entrar em contato com o parente que o golpista diz ter sequestrado. Em outra modalidade do mesmo golpe, no telefone uma voz imitando criança chorando fala “mãe, mãe” e aí o bandido entra com a conversa de que pegou o filho, filha ou neto de quem atende o telefone. Desligar, chamar outras pessoas e avisar a polícia são também as recomendações.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio