Mulher é esfaqueada pelo ex-companheiro

Crime aconteceu na frente dos filhos; vítima foi encaminhada ao Hospital Azambuja em estado grave

Mulher é esfaqueada pelo ex-companheiro

Crime aconteceu na frente dos filhos; vítima foi encaminhada ao Hospital Azambuja em estado grave

Elieudo Mota da Silva deu três facadas na ex-companheira, Djanara Dionizia da Silva, de 27 anos, na noite de ontem. Ela mora com a irmã e os filhos em uma residência na rua Francisco Severino, no bairro Nova Brasília, e foi agredida por ele nas costas, cabeça e face depois de uma discussão. A vítima recebeu atendimento do Corpo de Bombeiros e foi encaminhada ao Hospital Azambuja em estado grave. A Polícia Militar prendeu ele poucas horas depois, na casa de um amigo.

Vizinhos de Djanara, que preferiram não se identificar, disseram que não escutaram a discussão e só perceberam a gravidade quando o filho do casal, que tem nove anos, saiu chorando da casa em busca de ajuda. “Ele esfaqueou a mulher na frente dos filhos”, disse um dos moradores. A casa onde ela mora é da irmã, uma cadeirante que não pôde fazer nada para defendê-la.

Edivania de Souza Ferreira, uma amiga do casal, revelou que eles vieram da Paraíba em busca de emprego e há duas semana se separaram. “Ele vinha ligando pra ela, dizia que estava sozinho, mas a gente não imaginava que iria fazer isso, ainda mais na frente das crianças”, lamenta. Além do menino, Djanara e Elieudo tem uma filha de 12 anos.

Logo após a ocorrência, o Instituto Geral de Perícias (IGP) foi acionado. A Polícia Militar encontrou Elieudo poucas horas depois, na casa de um amigo há poucos metros da residência da vítima. Ele não ofereceu resistência e foi encaminhado para a delegacia de Polícia Civil.

 

 Elieudo Mota da Silva foi preso algumas horas depois do crime
Elieudo Mota da Silva foi preso algumas horas depois do crime

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio