Mulher é estuprada quando fazia caminhada na Beira Rio e acusado é preso com ajuda de pescador

O suspeito do crime, Amarildo da Silva, 34, foi detido em flagrante pela Polícia Militar

Mulher é estuprada quando fazia caminhada na Beira Rio e acusado é preso com ajuda de pescador

O suspeito do crime, Amarildo da Silva, 34, foi detido em flagrante pela Polícia Militar

Uma mulher de 48 anos foi vítima de violência sexual na manhã desta quarta-feira, 10, por volta das 6h, quando fazia caminhada na calçada da avenida Bepe Roza, a Beira Rio, próximo da agência dos Correios.

Um pescador ouviu os gritos da mulher e correu atrás do criminoso que foi cercado pela Polícia Militar e preso em flagrante. O acusado foi identificado como Amarildo da Silva, 34, que estava em liberdade condicional.

Leia também: Delegada suspeita que estuprador possa ter feito mais vítimas em Brusque

Segundo relatos do sargento Borges, a vítima estava fazendo caminhada quando foi agarrada pelas costas pelo suspeito, que conseguiu arrastar a mulher para o matagal, tirando a sua blusa e tapando a boca para que não gritasse.

Um pescador estranhou a movimentação e foi ver o que estava acontecendo e se deparou com a mulher nua e pedindo socorro.

Imediatamente o suspeito correu, mas foi seguido pelo pescador em uma motocicleta, obrigando o suspeito a se esconder. A PM foi acionada e o comandante do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT), capitão Pedro, assumiu a ocorrência designando que até mesmo os policiais que faziam serviço interno fossem para a rua.

Silva foi localizado não muito distante de onde aconteceu o crime e tentou correr, mas foi cercado e preso em flagrante.

A vítima, que tinha sido levada ao Hospital Azambuja pelo Corpo de Bombeiros, teve acesso a uma fotografia do homem preso e não hesitou em reconhecê-lo.

Ao checar o nome no sistema, foi possível constatar que Silva estava em liberdade condicional sem recolhimento e já possui passagens por roubo, atentado violento ao pudor e uso de drogas.

A mulher deve passar por exames periciais junto ao Instituto Geral de Perícias (IGP) e o acusado foi encaminhado e entregue na Delegacia de Polícia Civil.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio