Mulher usa nome do Hospital Azambuja para aplicar golpe

Golpista pediu ajuda financeira que seria direcionada ao atendimento de crianças no hospital

Mulher usa nome do Hospital Azambuja para aplicar golpe

Golpista pediu ajuda financeira que seria direcionada ao atendimento de crianças no hospital

Uma idosa de 63 anos relatou para a Polícia Civil que foi vítima de um golpe envolvendo o nome do Hospital Azambuja nesta quinta-feira, 17.

Ela contou que recebeu a ligação de uma mulher pedindo doação para o hospital e que poderia ser de R$ 10 debitado mensalmente da conta da operadora de telefone OI.

Num primeiro momento, a idosa negou e então, a mulher pediu que fosse na conta da Celesc, sendo aceitado.

Segundo a mulher, a ajuda financeira seria direcionada ao atendimento de crianças no hospital, que está passando por uma crise.

Ela ainda confirmou a conta da idosa e do marido, bem como os dados pessoais do casal.

Após a ligação, a idosa pensou melhor, decidiu cancelar a proposta e ligou para o hospital, onde foi informada que se tratava de uma fraude.

Ela também entrou em contato com a Celesc e soube que não constava nenhuma relação de débito em seu nome.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio