Multinacional Fluidra tem planos de se transferir de Brusque para Itajaí

Empresa catalã fez pedidos que a prefeitura não pôde atender; mudança estaria programada para junho

Multinacional Fluidra tem planos de se transferir de Brusque para Itajaí

Empresa catalã fez pedidos que a prefeitura não pôde atender; mudança estaria programada para junho

A empresa multinacional espanhola Fluidra tem planos de se transferir de Brusque para Itajaí em junho, de acordo com o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Brusque (Sintimmmeb), José Isaías Vechi. A possível perda econômica para o município foi discutida em uma reunião do Fórum de Entidades Sindicais de Trabalhadores de Brusque e região com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Brusque, João Beuting.

No início do mês, Vechi foi procurado pelo diretor da Fluidra na América do Sul, Paulo Félix, e outros integrantes da alta cúpula da empresa, que anunciaram uma possível transferência em junho para Itajaí. Entre os motivos, está a necessidade da empresa de expansão e unificação para uma única unidade de produção. Hoje, a Fluidra em Brusque está dividida entre os bairros Guarani – onde está a matriz brasileira da empresa – e Limoeiro.

Diretores da multinacional haviam procurado a prefeitura no início de 2017 para que fosse cedido um terreno de 200 mil m². Beuting diz que como não seria possível arcar com um terreno deste tamanho, foi oferecido um de 100 mil m².

No entanto, a Fluidra também exigiu na ocasião que fosse encontrado um investidor que construísse o galpão da empresa. Juridicamente, a prefeitura teria problemas para atender a multinacional.

“É uma pena, vamos perder uma empresa que oferece muitos empregos em Brusque, sem termos o que fazer”, lamenta Vechi. A Fluidra, que trabalha no Brasil com o mercado de piscinas, possui, hoje, cerca de 160 trabalhadores em Brusque.

O coordenador do Fórum de Entidades Sindicais de Trabalhadores de Brusque, Jean Carlo Dalmolin, explica que a entidade quis se envolver no assunto por conta da ameaça a diversos empregos empregos. “O que queremos como representantes dos trabalhadores é que se tenha emprego na cidade. Por isso, nossa preocupação está em fazer com que ela se mantenha aqui.”

Ainda de acordo com o Fórum, uma reunião membros da entidade, entre o secretário João Beuting, e da Fluidra deverá ser realizada para buscar evitar a transferência da empresa de Brusque para Itajaí.

A multinacional
A Fluidra tem sede em Sabadell, na Catalunha, Espanha. Em 2013, comprou a empresa brusquense Veico. A matriz brasileira está localizada em Brusque desde então. A multinacional está presente em 45 países e possui mais de 4 mil funcionários.

A reportagem entrou em contato com a empresa, que não respondeu até a publicação desta matéria.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio