Mutirão garante limpeza da escola Dom João Becker

Grupo mobilizou famílias, professores e alunos do bairro Jardim Maluche

Mutirão garante limpeza da escola Dom João Becker

Grupo mobilizou famílias, professores e alunos do bairro Jardim Maluche

Um grupo de 30 pessoas, entre pais, alunos, professores e comunidade, dedicou o sábado passado, 20, para fazer melhorias na escola de Educação Básica Dom João Becker, no Jardim Maluche. O mutirão, organizado pela Associação de Pais e Professores (APP) da escola teve desde a limpeza da vegetação formada no entorno da escola até reparos estruturais.

Veja também:
Em um ano, Hospital Azambuja realiza sete cirurgias de captação de órgãos 

Reajuste de mensalidades chega a quase 20% nas escolas particulares de Brusque 

Prefeitura de Brusque retomará programa de atendimento domiciliar a pacientes acamados 

O número surpreendeu a vice-presidente da APP, Elisandra Hoffmann. A diretoria da associação foi formada em setembro e esta foi a primeira ação do tipo desenvolvida. De acordo com ela, a medida foi necessária devido à dificuldade da escola em custear serviços de jardinagem.

Com a limitação orçamentária, ela estima que desde o início do ano não havia atenção à área. Para ela, a decisão de reunir a comunidade também foi uma forma de conscientização dos alunos e da comunidade escolar quanto a preservação do prédio. De acordo com ela, a boa aceitação da iniciativa é justificada pela demanda de serviços que o local tinha. “Pensamos em arregaçar as mangas e fazer o que é possível.”

Para o próximo ano, a tendência é que os banheiros da escola recebam mais atenção. As estruturas devem passar por uma reforma e pintura. O melhoria estética do ambiente é indicada por ela como uma forma de estimular a preservação do espaço. Já durante a ação desta semana, parte deles já receberam serviços paliativos, para voltarem a operar.

Veja também:
Lojas de Brusque antecipam venda de decoração e produtos natalinos

Procurando imóveis? Encontre milhares de opções em Brusque e região

Defesa diz que assassino de Bianca Wachholz agiu em defesa da honra

Orçamento no limite
A dificuldade de manutenção também fica expressa na limitação da entidade em arrecadar recursos para manter parte da operação da escola. Das famílias dos cerca de 900 alunos matriculados, estima que menos de 50 mantenham contribuições regulares.

Por mês, entre os materiais de consumo e as manutenções de rotina, são necessários entre R$ 5 e R$ 6 mil mensais. Valores para custear melhorias, como as desenvolvidas no sábado, ficam de fora das contas.