Na semana do Dia Internacional do Teatro, saiba como andam os palcos brusquenses

O MDD foi olhar o que acontece por trás da ribalta de quem representa em Brusque

Na semana do Dia Internacional do Teatro, saiba como andam os palcos brusquenses

O MDD foi olhar o que acontece por trás da ribalta de quem representa em Brusque

No Colégio Cônsul, as crianças têm aula de teatro – Crédito: Sarita Gianesini
Somente dois dos trinta projetos enviados para o Edital do Fundo Municipal de Apoio à Cultura de 2012, têm relação direta com teatro.

O número foi repassado pelo superintendente da Fundação Cultural de Brusque, Leandro Maçaneiro, que informou ainda que, registradas, oficiais, existem apenas duas companhias teatrais na cidade: a Associação Teatral Cenareta e a Companhia Jogral.

O superintendente observa que muita gente não sabe, mas o teatro de Santa Catarina, em especial as ações organizadas pela Federação Catarinense de Teatro, são únicas e servem de exemplo para outras partes do país. 
Maçaneiro destaca que na criação da Câmara Temática de Artes Cênicas em 2009, foi criado um espaço para discussão com intenção de instaurar uma política pública consolidada para a área. 
– Mesmo trazendo o Festival de Teatro em 2010 para cá, com atores formados na fundação cultural, só tivemos dois projetos. E aí, não adianta ficar reclamando dentro do gueto, tem que participar, tem que ser voz ativa no espaço de embate que é a Câmara Temática – diz.
Para entender como anda a situação do teatro em Brusque, fomos buscar algumas pessoas que fazem esta arte na cidade. E, surpresa, a reclamação não foi pela falta de espaço ou de incentivo. Uma das conclusões dos atores é que falta movimentação deles mesmos. 

> Veja o vídeo do ensaio da Cenareta

**Confira a reportagem especial sobre o teatro na edição de sexta-feira. 
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio