Noiva organiza casamento surpresa para o noivo em Brusque

Cerimônia aconteceu no dia 16 de junho, sem ele desconfiar de nada

Noiva organiza casamento surpresa para o noivo em Brusque

Cerimônia aconteceu no dia 16 de junho, sem ele desconfiar de nada

Morando juntos há 16 anos, Patrícia Rudnik e Adriano Francisco Hang tinham ideias bem distintas sobre casar. Diferente da maioria das mulheres, ela nunca teve o sonho de se vestir de noiva e fazer uma grande festa de casamento. Já ele sempre quis celebrar o amor dos dois como manda a tradição, mas, como casal, acabavam priorizando outros planos.

Quando Patrícia engravidou, a vontade de Adriano de casar ficou ainda maior. Ele propôs fazer a cerimônia quando ela estava com três meses de gestação, mas Patrícia não queria casar grávida e pediu para esperar até Alice nascer e ficar maiorzinha para poder entrar com as alianças.

A filha do casal nasceu, começou a andar e a cobrança de Adriano pelo casamento ficou cada vez maior. Um dia, Patrícia ficou sabendo de um casamento surpresa feito para a noiva e, assim, teve a ideia de planejar o casamento escondido de Adriano.

Adriano chegou vendado ao local da cerimônia acreditando que seria o padrinho | Foto: Divulgação

Os preparativos para o casamento, que aconteceu no dia 16 de junho, no Sítio Vó Cecília, no bairro Limeira, iniciaram no mês de novembro.

Para conseguir organizar toda a cerimônia e a festa, Patrícia contou com a ajuda de amigos. Inclusive, um casal foi cúmplice da noiva na história inventada para que ele comparecesse ao local do casamento sem desconfiar de nada.

“O casal de amigos foi lá em casa e nos convidou para sermos padrinhos deles. Eu mandei fazer um convite falso, para ele não desconfiar de nada. E a minha amiga como noiva fez uma série de exigências, que incluía o padrinho não poder ver o vestido da madrinha e chegar vendado ao local do casamento”, conta Patrícia.

Como Adriano é bastante tranquilo, não desconfiou de nada em nenhum momento. Inclusive, o noivo até participou da organização sem saber. “Como ele achava que seríamos padrinhos, fui mostrando pra ele, pedindo a opinião sobre algumas coisas. Vários momentos eu fraquejei, pensei em contar, mas consegui resistir”, diz.

Patrícia organizou o casamento escondida durante sete meses

A surpresa se tornou ainda maior para Adriano porque, uma semana antes, eles se casaram em uma cerimônia bem simples na igreja, sem festa. “Eu não quis vestido de noiva, festa, nada. Foi tudo bem simples, só pra oficializar mesmo, e ele ficou muito chateado com isso”, destaca.

Naquele dia, ele não imaginava que, uma semana depois, teria a tão sonhada festa. “Foi muito emocionante. Quando ele tirou a venda e viu a mãe dele ali, todos os conhecidos, foi uma sensação única. Acho que não teve quem não chorou naquele dia”, lembra Patrícia.

Como já haviam se casado na igreja uma semana antes, no dia 16 de junho foi feita a renovação dos votos do casal e a festa. A pequena Alice teve a missão de levar as alianças para os pais, tornando a data ainda mais especial.

Adriano diz que nunca desconfiou de nada ao longo de todos os meses. “Eu estava preparado pra ir no casamento de outra pessoa. Quando vi que era o meu, quase desmaiei, foi uma emoção tão grande, eu não imaginava mesmo”, diz. “Só tenho a agradecer tudo o que ela fez por mim. Não sei se um dia terei como retribuir”, completa.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio