Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Nomes catarinenses para eleição de 2018 devem ser os mesmos de sempre

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Nomes catarinenses para eleição de 2018 devem ser os mesmos de sempre

***destazque sem renovação

Raul Sartori

Pós em esquerdismo
A mídia impressa nacional está repercutindo o curso “A Esquerda no Século 21”, idealizado pelo deputado federal Pedro Uczai (PT-SC), com início de aulas dia 4 de agosto, em Chapecó. Para as 50 vagas houve 510 inscritos. Pelo menos as aulas de professores que podem atrair mais público, como da ex-presidente Dilma Rousseff e do deputado federal Jean Wyllys, serão ministradas em auditório com espaço para 1,1 mil pessoas, com ingresso a R$ 5.

Discutindo a relação
Líder do PSDB no Senado, Paulo Bauer era um dos convidados para jantar, ontem à noite, com Michel Temer, no Palácio Jaburu. Era um dos que, junto a com ministros do PSDB e do DEM, iria fazer o papel de “bombeiro” na tentativa de apaziguar a visível animosidade entre o presidente da República, o DEM e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. É a luta cega pelo poder.

Sem renovação
Pelo que se vê, ouve e lê, não parece nada animadora a sonhada renovação da classe política catarinense. Em todas as regiões, está começando a definição de nomes, pelos partidos, visando as eleições de 2018. A não ser algumas exceções, tudo tende a ser o mesmo de sempre. A grande maioria quer concorrer à reeleição.

Moda perigosa
Se realmente for adiante a ideia de tirar placa comemorativa em uma praça blumenauense, lá colocada em 2003 para marcar a passagem de Lula pela cidade, vai ser um Deus nos acuda. Em Joinville, um líder de associação de moradores luta para mudar o nome do bairro Costa e Silva, onde mora, sem encontrar eco algum. Se a moda pega se teria que questionar, aqui mesmo em SC, centenas de homenagens a políticos que, em seu tempo, ficaram longe da unanimidade popular, como Getúlio Vargas, Floriano Peixoto, Nereu Ramos…

Inversão
Esse é o país da piada pronta. No Vale do Rio Tijucas vários postos de abastecimento de combustíveis estão vendendo o litro da gasolina por R$ 2,88. O etanol, que para ser vantajoso para o motorista, deveria custar 35% menos. Mas está por R$ 2,90.

Faltou dizer
Por distração, faltou dizer em nota de ontem sobre duas servidoras municipais de Ermo, alvo de ação civil pública por se candidatarem a vereador em 2016 só para ganhar quatro meses de licença remunerada, já que uma conseguiu um voto e a outra nem o seu, que caso a ação seja julgada procedente, terão que ressarcir integralmente o dano ao erário, e estarão sujeitas à perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa e proibição de contratar com o poder público. A ação ainda não foi avaliada pelo Judiciário.

Mérito
Mesmo com verba escassa (R$ 4,8 milhões, dos quais R$ 900 mil do governo estadual), está acontecendo, e com sucesso de sempre, a 35ª edição do Festival de Dança de Joinville. Mérito porque, ao contrário de outros eventos que tem recebido dinheiro público e cobram ingresso, o festival tem entre suas marcas a realização de dezenas de shows em locais públicos, totalmente gratuitos.

Justiça?
A coluna toma emprestada célebre frase- “Justiça é como serpente, só morde pés descalços”, do escritor e jornalista uruguaio Eduardo Galeano, para informar da suspensão, pelo Superior Tribunal de Justiça, de execução de pena de homem flagrado com sete notas falsas de R$ 5, em São Paulo, em 2008. O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (São Paulo) o havia condenado a 4 anos e 6 meses de prisão, em regime inicial fechado. Um desproposito total e revoltante diante dos milhões de dólares desviados pelos saqueadores da Petrobras, só para ficar neste exemplo.

Algo a dizer
O ex-craque de futebol Paulo Cezar Caju, 68 anos, faz questão de deixar por uns dias seu tranquilo refúgio no sul da Ilha de SC para atender compromissos nobres, como dar palestras sobre sua experiência com álcool e cocaína, que foi seu cotidiano por 17 anos. No Rio de Janeiro, nesta semana, falou para operários da construção civil. Relatou o que diz em todo lugar: que para comprar droga chegou a vender a medalha de campeão do mundo em 1970 e uma miniatura em ouro da Taça Jules Rimet.

Feriados
O projeto de lei do Senado 389/2016, de autoria do senador Dário Berger, que antecipa os feriados para as segundas-feiras, será um dos primeiros, na volta do recesso, a ser analisado pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte. Conforme o texto, feriados cujas datas caírem entre terça e sexta-feira serão antecipados para as segundas.

DETALHES

SC ainda continua como quarto Estado mais violento para as mulheres, e cinco cidades estão entre as mais violentas do país em ocorrências que vitimizam a população feminina: Lages, Criciúma e Chapecó estão no topo.

Já há tantos sírios refugiados residentes na Grande Florianópolis que a UFSC está buscando professores voluntários para um curso de ensino de língua portuguesa para falantes de árabe. Não é preciso saber árabe ou ter graduação em Letras para atuar.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio