Conteúdo exclusivo para assinantes

Normas para a concessão de benefícios aos servidores de Brusque serão mais rígidas

Regras do Ibprev para o aceite de documentos entram em vigor em janeiro de 2018

Normas para a concessão de benefícios aos servidores de Brusque serão mais rígidas

Regras do Ibprev para o aceite de documentos entram em vigor em janeiro de 2018

O Instituto Brusquense de Previdência (Ibprev) elaborou nova instrução normativa sobre a concessão de benefícios aos segurados. A determinação foi aprovada pelo Conselho de Administração, em setembro, e começará a vigorar em 2 de janeiro de 2018. A entidade atua de forma semelhante ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), mas voltada aos servidores públicos municipais.

O texto prevê uma série de detalhes burocráticos para que o Ibprev aceite os atestados médicos para a concessão auxílio-doença, aposentadoria e invalidez definitiva, por exemplo. A alegação do diretor-presidente Dagomar Carneiro, é que essas regras já existem, mas não vinham sendo implantadas.

“Estamos nos adaptando ao que o Conselho Federal de Medicina determina”. Ele afirma que as mudanças serão amplamente divulgadas aos servidores nos próximos meses, para que quando entre em operação, não haja dúvidas. E diz que não há intenção de cortar o benefício de ninguém.

A mudança no regramento foi motivada por problemas que já aconteceram com servidores. Segundo Carneiro, houve casos em que a pessoa pegou um atestado de 15 dias e só foi comunicar oficialmente após o décimo dia, enquanto que o prazo legal é de 48 horas. Há casos em que o atestado sequer constava o tempo que o servidor ficaria afastado do trabalho.

O que muda
A instrução normativa segue o que está na resolução 1.658, de 2002, do CFM, atualizada em 2008. O Ibprev também tem um modelo de atestado médico para a perícia que deverá ser observado pelos médicos e segurados.

De acordo com a resolução, o médico terá de informar o tempo de dispensa concedido ao funcionário, e também colocar o número do Conselho Regional de Medicina (CRM). Ele deverá, igualmente, divulgar expressamente o diagnóstico, quando solicitado pelo paciente.

O atestado médico também deverá constar o tratamento, o prognóstico e as consequências à saúde, quando a finalidade for perícia para aposentadoria, invalidez definitiva e readaptação.

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Brusque (Sinseb), Orlando Soares Filho, diz que a entidade não está a par da situação. Neste momento, o sindicato foca as atenções nas eleições do Ibprev.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio