Conteúdo exclusivo para assinantes

Novo clube pretende desenvolver a prática do tiro esportivo em Brusque

Funcionando desde outubro, o JVK Clube de Tiro já conta com 150 associados

Novo clube pretende desenvolver a prática do tiro esportivo em Brusque

Funcionando desde outubro, o JVK Clube de Tiro já conta com 150 associados

Com o objetivo de fomentar a prática do tiro esportivo em Brusque, os atletas e empresários Emerson e Alexsandra Klann, decidiram montar um clube de tiro no município.

Após um ano em busca de toda a documentação para conseguir as licenças e alvarás, em outubro, o JVK Clube de Tiro, localizado no bairro São Pedro, iniciou sua operação. Em dois meses, o clube já conta com 150 associados que, de segunda a sexta-feira, podem praticar a modalidade que está em ascensão no país.

O foco do clube é desenvolver o tiro prático – modalidade onde os atletas utilizam armas de fogo para executar exercícios típicos da competição em alvos de papel ou metal. Emerson começou no esporte há 12 anos, mas seu convívio com o mundo das armas vem desde a infância. “Desde criança, meus pais e avós tinham armas e caçavam muito e eu sempre gostei”, afirma.

A paixão de Emerson pelas armas despertou o interesse de Alexsandra, sua esposa, que também decidiu competir e hoje é campeã brasileira da modalidade.

Clube é o primeiro da cidade com os estandes de tiro localizados em um ambiente fechado | Foto: Bárbara Sales

O clube é o primeiro indoor da cidade, ou seja, os estandes de tiro estão em um ambiente fechado e totalmente isolados acusticamente.

Para 2018, o clube foi certificado para realizar etapas de campeonatos estaduais e nacionais de forma online. “O atirador pode participar dos campeonatos dentro do seu próprio clube, em sua cidade, sem a necessidade de viajar. Os resultados são enviados pelo sistema que junta com os dos demais clubes participantes”, explica.

Além da prática esportiva, o clube também realiza cursos do básico ao avançado e também aulas de defesa pessoal. “Não é preciso ser sócio para poder praticar o tiro ou participar das atividades. Recebemos muitos atiradores eventuais também aqui”, afirma.

Certificação de registro
O clube também auxilia o atirador a conseguir a Certificação de Registro (CR) emitida pelo Exército. Para conseguir, é necessário ser sócio de um clube e apresentar toda a documentação necessária, incluindo um laudo psicológico e de tiro. A emissão do CR é bastante demorada, leva, no mínimo, 90 dias. “Muitas pessoas têm nos procurado para auxiliar na emissão do CR em Brusque, mas é preciso ter paciência”.

O CR não é o mesmo que o porte de arma, que segundo ele, está bastante restrito no país. Com a Certificação de Registro, os atiradores têm autorização de transporte das armas de casa para o clube e do clube para casa e também para os locais de competição.

Para ser sócio do clube, é preciso ter mais de 18 anos e fazer um pré-cadastro. Não é preciso ter armas próprias, já que o espaço conta com vários tipos de armas e munições para locação.

“Queremos desenvolver a competição no município, quebrar esse tabu de que arma é ruim e formar mais atletas. No futuro, temos condições de formar muitos campeões”, destaca Alexsandra.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio