Conteúdo exclusivo para assinantes
Rodrigo Santos

Jornalista esportivo - rodrigosantos@omunicipio.com.br

Novo turno, vida nova

Rodrigo Santos

Jornalista esportivo - rodrigosantos@omunicipio.com.br

Novo turno, vida nova

Rodrigo Santos

O Brusque não fez grande partida, mas venceu o Internacional de Lages no último domingo, 25. Enfrentou um time que deu espaço no meio-campo, deixou o time trabalhar como quis e abriu a possibilidade para uma importante vitória fora de casa, com gol marcado por Ronaell.

A vitória foi ainda mais significativa pelo fato dos resultados paralelos colaborarem. Isso deixou o Bruscão na quinta colocação na tabela e com um peso gigantesco tirado das costas. Mas não é sinal que tudo melhorou. É mais do que necessário ir ao mercado.

Até agora, as contratações foram tímidas. Chegou um volante (Valkennedy) que não é o que o time está precisando no momento. Também veio Edilson, um lateral, que chega como opção para uma posição carente. Para o meio e a frente, aí sim uma necessidade, só chegou Anderson Safira, que teve algum destaque no rebaixado Almirante Barroso no ano passado, passagem apagada pelo Ypiranga de Erechim na Série C e o Prudentópolis, seu último clube, é lanterna do paranaense, com apenas dois gols marcados em seis partidas. Pode surpreender aqui, mas seus números não são bons.

Teve também a dispensa do atacante Careca, que pouco rendeu por aqui (veio para a Série D, não teve brilho e mesmo assim teve seu contrato renovado). Resumindo: o Brusque enfrentará o JEC no domingo sem o time novo como o torcedor imagina. Enfrentará um adversário em crise com a torcida e que não ganhou um ponto sequer fora de casa neste campeonato. É jogo para vencer, mas sem apagar as necessidades que o time tem para o elenco.


 

Basquete
Tudo pronto para a estreia do time brusquense na Liga Ouro de Basquete, na próxima semana, contra o Cerrado, do Distrito Federal. O time para este ano foi reforçado e a expectativa é de uma melhor campanha que no ano passado. A partida será nesta terça, às 20h, na Arena Brusque.

Jasc
Foi lançada ontem a logomarca da 58ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina, que, neste ano, voltarão a acontecer na cidade de Caçador, no meio-oeste. O evento acontece em novembro e a expectativa é que se mantenha o bom nível de organização do ano passado, em Lages. Em 2012, quando os JASC aconteceram por lá, houveram grandes problemas de estrutura.

FME
A Prefeitura de Brusque resolveu mudar o comando da Fundação Municipal de Esportes, alegando dar “uma maior dinâmica” na administração. Na verdade, o que aconteceu foi uma indicação política da base aliada do governo. O indicado foi o ex-jogador de basquete de Brusque e mestre em educação Olavo Laranjeira, integrante do time da cidade por muitos anos (e até jogou os Jasc do ano passado, por São José). Como atleta, conhece todos os perrengues que o esporte brusquense atravessa. Tem o desafio de fazer o melhor com orçamento limitado. Que faça um excelente trabalho.

Transmissões
A partir da semana que vem, todos os jogos do Campeonato Catarinense terão transmissão. Através de iniciativa da Associação de Clubes, foi criado um serviço de pay-per-view pela internet, que transmitirá as partidas que não forem exibidas pela TV aberta. A iniciativa também mudou vários horários de jogos. Brusque x Figueirense, por exemplo, pela terceira rodada do returno, será às 7 da noite de uma quarta-feira. O pacote completo custará R$ 49,90, enquanto o jogo avulso será vendido a R$ 9,90. O torcedor do Brusque terá a oportunidade de assistir todos os jogos, dentro e fora de casa. A ideia é boa, resta saber se isso será rentável para os clubes.

Série D
A CBF divulgou os grupos da Série D deste ano e o Brusque pegou um dos grupos mais “passáveis” da sua história no torneio. Terá pela frente o Mogi Mirim, rebaixado no ano passado da Série C, em crise financeira profunda e quase caindo para a quarta divisão paulista, o Prudentópolis, lanterna do Paranaense, e o São José, esse sim um adversário duro, que quase conseguiu o acesso no ano passado. Só o Brusque fará esse grupo fácil ou difícil. Depende de sabermos se o grupo será montado para buscar o acesso ou só para participar. Se cair sério na briga, dá até para classificar em primeiro.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio