Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Número de candidatos indígenas aumenta quase 60% em 2018

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Número de candidatos indígenas aumenta quase 60% em 2018

Raul Sartori

Índios candidatos
O número de candidatos autodeclarados indígenas aumentou 59% nas eleições deste ano, passando de 81 para 129 na comparação com 2014. Mas o número corresponde a apenas 0,46% do total. A grande maioria se autodeclara branca (53%), parda (35%) e preta. SC tem um, do partido Rede. É o cacique guarani Hyral Moreira, advogado formado pela Univali.

Veja também:
Prefeitura irá desapropriar três imóveis para prolongamento da Beira Rio

Adolescente de Brusque está desaparecido há quatro dias

Relembre a história da Fideb, que permanece viva na memória de Brusque

Conta da campanha
A última reforma eleitoral estabeleceu os tetos de gastos de campanha eleitoral por cargo eletivo a serem observados nas eleições de 2018. Para presidente da República são, R$ 70 milhões para o primeiro turno e R$ 35 milhões para o segundo, se houver, por candidato. Candidatos a deputados federais poderão gastar até R$ 2,5 milhões e a deputados estaduais R$ 1 milhão. Para governador e senador, varia conforme o eleitorado de cada Estado em 31 de maio de 2018. Assim, em SC os candidatos ao governo poderão realizar gastos até o limite de R$ 9,1 milhões, enquanto os postulantes às duas vagas no Senado poderão gastar até R$ 4,55 milhões.

Gritaria hipócrita
O colunista político Cláudio Humberto tem razão. Diz que após anos de investigações, denúncias e condenações de políticos ladrões, na Operação Lava Jato, o Brasil dá sinais de que não passava de encenação toda aquela aparente indignação com a ladroagem. A 43 dias das eleições de 7 de outubro, o líder nas pesquisas está preso por corrupção, segura a lanterna das pesquisas o único candidato a presidente que nunca foi político e no Congresso serão 75% reeleitos.

Menos agrotóxicos
A Comissão Especial da Política Nacional de Redução de Agrotóxicos, do Congresso Nacional, promove hoje um seminário no Museu de Arqueologia da UFSC, em Florianópolis. Autor do pedido para realização do evento, o deputado Pedro Uczai (PT-SC) quer discutir a proposta de redução de agrotóxicos nos Estados. Já foram realizados eventos em São Paulo e Belo Horizonte.

Sino de lata
A exclusão da literatura catarinense do próximo vestibular da Universidade do Estado (Udesc) – assunto que lamentavelmente só preocupa esta coluna – desgostou o ilustre escritor Deonísio da Silva, que nos anos 1990 teve seu premiado romance “Avante, soldados: para trás” indicado para o concurso da UFSC. Reconhece que o descuido e a omissão devem ser creditados também aos escritores da Academia Catarinense de Letras e aos editores. Ao alertar que “SC não pode ser o sino de lata que é em sua literatura”, cita alguns de seus expoentes, destacando, na sua opinião, o melhor cronista do Brasil, Sérgio da Costa Ramos, o romancista Godofredo de Oliveira Neto, Méroli Habitzreuter, uma revelação de poesia, e Oldemar Olsen Jr, “rapaz que só mesmo a Udesc não vê; não é possível isto”.

Observadores sociais
O Tribunal de Contas da União está treinando integrantes da rede Observatório Social do Brasil em 60 cidades de 10 estados para fazer com que cobrem dos seus respectivos gestores municipais planos para corrigir deficiências e melhorar a transparência e a capacidade de contratar pessoas na administração. De SC participaram observadores de Caçador, Chapecó, Criciúma, Imbituba, Indaial, Joinville, Lages, Morro da Fumaça, Navegantes, Palhoça e Rio do Sul.

O melhor
No Planalto Sul e Norte de SC há um mel único no mundo, fabricado por abelhas a partir do líquido açucarado que um inseto chamado cochonilha produz ao se alimentar da seiva da bracatinga. No momento, a Epagri, Sebrae, UFSC e Federação das Associações de Apicultores de SC estão iniciando um trabalho para buscar sua Indicação Geográfica (IG) que, se obtida, implica no reconhecimento da notoriedade do produto no âmbito local, regional, nacional e até internacional, como tende a ser o vinho da uva Goethe, produzido no município de Pedras Grandes, que acaba de ganhar o primeiro IG de SC, dado pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

Ação positiva
A Arteris, concessionária de rodovias em SC, promove a Corrida Junta e Vai, dia 23 de setembro, em Joinville, como parte da campanha Lacre Amigo, que é muito interessante, por envolver a arrecadação de lacres de alumínio de latinhas de refrigerante, energéticos e cervejas, trocados por cadeiras de rodas doadas a instituições sociais. A cada 140 garrafas pet contendo lacres, uma cadeira de rodas nova é entregue.

Aprovação automática
A discussão é longa mas muitos concordam que foi a instituição da aprovação automática e da progressão continuada nas escolas a responsável pelo derrocada na qualidade da educação. Ambas poderão deixar de existir caso avance projeto de lei pronto para votação na Comissão de Educação (CE) do Senado.

Candidatos inúteis
Alguns partidos em SC pecam num quesito: excesso de candidatos, principalmente para deputado estadual e federal, mesmo sabendo que não vão agregar nada em votos e só estão na lista porque há vagas sobrando. Alguns, é preciso dizer, só para ganhar licença remunerada de três meses no caso de serem servidores públicos.

Obrigação da vacinar
O leitor Joberth Krause socorre a coluna: o Estatuto da Criança e do Adolescente (lei 8.069/90), prevê diversas normas com objetivo de proteger o direito à vida e à saúde de crianças e adolescentes, inclusive a de serem vacinadas. Pais ou responsáveis podem ser multados e detidos. Como se informou, em muitos municípios de SC a vacinação contra o sarampo e poliomielite não atingiu nem a metade do público alvo neste ano.

O milagre
Parece milagre, mas o governo estadual garante que é verdade: no momento, na região metropolitana de Florianópolis, estão sem fila de espera na rede pública de saúde as consultas para cardiologia e endocrinologia pediátricas, geriatria, ginecologia (oncológica), hematologia infantil, infectologia, urologia (andrologia).

Consciência social
Ao final, anteontem, da Semana Justiça pela Paz em Casa, iniciativa do TJ-SC com participação de 20 comarcas, que envolveu 942 ações, 600 audiências, oito júris, 73 apelações criminais, 231 medidas protetivas e 28 sentenças, a dedicada desembargadora Salete Sommariva, que comanda a Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Cevid), festejou o fato de, pela primeira vez em SC, criar-se uma consciência social de que a cultura machista em relação à mulher precisa ser mudada. Reconheceu o trabalho da mídia, o fim da omissão da sociedade e a criação de uma rede de proteção mostrando que as mulheres não estão sós.

Jogos recordes
Dos 295 municípios de SC, 121, envolvendo 4.500 atletas, vão participar da 58ª edição dos Jogos Abertos de SC (Jasc), em Caçador, de 7 a 16 de setembro. É um recorde. Entre as novidades está o jiu-jitsu masculino, que mesmo não contando pontos para o quadro que define a cidade campeã dos Jasc, recebeu inscrições de 52 municípios.

Veja também:
TJ-SC decide em setembro se julgamento de acusada pela morte de Chico Wehmuth será em Brusque

Procurando imóveis? Encontre milhares de opções em Brusque e região

PRF flagra 92 motoristas embriagados durante blitzes no fim de semana

Supremo polvo
Circula no mundo jurídico e político a tenebrosa informação de que sete ministros do Supremo Tribunal Federal tem parentes trabalhando na advocacia de Brasília. Só não estão na lista Cármen Lúcia, Celso de Mello, Rosa Weber e Luiz Fux. Os sete outros seriam donos e administradores ou, quando não – e da forma mais discreta possível – atuando diretamente nos escritórios. Socorro!

Esporte criminalizado
Neste país da piada pronta, o senador Dalírio Beber (PSDB-SC) viu-se na obrigação de propor projeto de lei, já em tramitação, para garantir a atletas praticantes de tiro o direito de manter e portar armas municiadas no trajeto para o clube ou local de treinamento ou competição. O Estatuto do Desarmamento veda esta possibilidade. Por isso atletas vêm sendo vítimas do confuso conjunto de normas relativo às armas de fogo. Há casos de processo criminal por conta de divergências interpretativas da legislação pelas autoridades administrativas e judiciárias.

Atividade de risco?
Sob o argumento de que “o risco é inerente à profissão”, o Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região condenou o Criciúma a pagar R$ 20 mil em danos morais e materiais ao meia Luizinho Mello, que hoje atua na Geórgia, ex-república soviética. O motivo: em 2013 o atleta teve uma lesão permanente no olho direito após tomar uma bolada no rosto, durante um treino coletivo da equipe. O clube recorreu ao TST.

Sensação de insegurança
Assusta como a insegurança já faz parte do inconsciente de todos. Na pequena Guabiruba, vizinha de Brusque, uma sinaleira na parte mais central da cidade está com sinal amarelo intermitente das 23 às 4 horas da madrugada. Não por causa da trafegabilidade naquele horário, mas para diminuir a sensação de insegurança das pessoas em uma sinaleira fechada durante a madrugada. A mesma percepção existe, infelizmente, em todas as cidades, grandes e pequenas.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio