Rodrigo Santos

Jornalista esportivo - rodrigosantos@omunicipio.com.br

O retorno do Carlos Renaux

Rodrigo Santos

Jornalista esportivo - rodrigosantos@omunicipio.com.br

O retorno do Carlos Renaux

O retorno do Carlos Renaux **foto: carlos renaux Clube brusquense será o mais antigo em atividade em Santa Catarina, em 2018 Crédito: Arquivo O Município

Rodrigo Santos

A diretoria do Carlos Renaux foi até a Federação Catarinense de Futebol e anunciou que vai montar um time para disputar o Campeonato da Série C no ano que vem. O Paysandu deve fazer o mesmo, como prometido pelo presidente Valdir Appel, como parte das comemorações do seu centenário. Ou seja, três times profissionais da cidade entrarão em campo simultaneamente em 2018, já que a terceira divisão do catarinense acontece simultaneamente à Série D do Brasileiro, onde o Bruscão estará participando.
Muitos torcedores ficaram preocupados sobre a capacidade da cidade suportar três times profissionais. Não é novidade que o Brusque FC, mesmo com bons resultados recentes e uma torcida já consolidada, tem muita dificuldade pra manter seu time jogando na primeira divisão. Agora imagine um na terceira, com poucas partidas, adversários de baixo nível, longas viagens e pouca atratibilidade. Eu vou por outra via, que é a da precaução. Futebol profissional não é barato e exige investimento alto. Qualquer time, que seja da última divisão do estadual, precisa de, no mínimo, 50 mil reais mensais pra fazer o seu trabalho, sem contar as taxas de inscrição e registro de atletas. O Paysandu, se quiser jogar no seu estádio, precisará fazer uma ampla reforma para se adequar às normas de segurança, bem diferentes de quando o clube jogava profissionalmente, na década de 80.
Sem dúvida que seria interessante ver na cidade um confronto dos dois times mais antigos valendo três pontos em um campeonato profissional. Mas antes disso, é melhor ter o pé no chão e evitar problemas futuros, partindo para a disputa somente se houver um bom respaldo financeiro. Na história, aventureiros passaram tanto na Lauro Muller, quanto na Pedro Werner, enchendo os clubes de dívidas e fazendo com que os verdadeiros torcedores “se virassem nos 30” pra arrumar a casa e deixar tudo sob controle como vimos hoje.Essa novela não queremos ver de novo.

NOTAS

Jasc
A confirmação da tradicional cerimônia de acendimento do fogo simbólico dos Jogos Abertos de Santa Catarina, feita pela prefeitura ontem, tem uma importante mudança: a solenidade deixa a Arena Brusque e volta para a Sociedade Bandeirante, onde tudo começou em 1960. Decisão acertada.

Situação
O Mogi Mirim, o ex-Carrossel Caipira, que já pregou muita peça em time grande, está abandonado. Deve um caminhão de salários e os jogadores, justificadamente, resolveram não entrar em campo no sábado, contra o Ypiranga de Erechim, pela Série C. São trabalhadores, esperaram muito e tinham esse direito. Graças a uma força da Federação Paulista, apareceu algum dinheiro para que o time entre em campo amanhã em Juiz de Fora, contra o Tupi.

Volta
O Brusque retorna aos trabalhos visando a Copa Santa Catarina no dia 5 de setembro, um mês antes da estreia, contra o Almirante Barroso, em Itajaí. Muitos dos jogadores emprestados ainda estarão jogando pela Série B do Catarinense.

Mauro Ovelha
O ex-técnico do Brusque assumiu o comando do Concórdia e não sabe o que é perder ponto. Já são cinco vitórias seguidas na segunda divisão do Estadual e a liderança do returno, com seis pontos. O time, que conta com os ex-Brusque Zé Carlos e Paulinho, e pelos emprestados Neguete e Wilson Junior, enfrenta o Camboriú em casa neste final de semana.

Treinador
Não há sinal de mudança na comissão técnica do Bruscão, pelo menos por agora. A tendência é que Jerson Testoni comande o time na Copinha, e outro profissional chegue para o campeonato catarinense. A diretoria procura um nome experiente e vencedor que possa tocar o projeto e fazer um bom trabalho em 2018. Alguns se ofereceram, caso de Márcio Goiano, que até pouco tempo treinava o Figueirense.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio