Conteúdo exclusivo para assinantes
Herbert Pastor

Empresário - herbertpastor@omunicipio.com.br

O senhor comendador

Herbert Pastor

Empresário - herbertpastor@omunicipio.com.br

O senhor comendador

O senhor comendador

Herbert Pastor

Em uma sessão solene, em 25 de outubro, a Câmara de Vereadores, presidida pelo edil Paulo Sestrem, agraciou com comendas inúmeras personalidades e entidades que se destacaram pelo “profissionalismo e altruísmo em suas atividades”, como frisou o vereador na abertura do evento.

Entre os laureados encontramos Márcio Schaefer, figura por demais conhecida como “promoter” de eventos sociais, bem como ex-colaborador de diversos veículos, inclusive O Município.

Pelo que nos foi permitido observar, a nossa Câmara mostrou-se extremamente pródiga com o laureado, outorgando-lhe não uma, mas duas comendas sem maiores rodeios: a primeira de Mérito Profissional pela sua impecável atuação por 25 anos na sociedade brusquense, e a segunda por Mérito Cultural de sua empresa MS Eventos e de seu jornal MS Vanguarda, que acaba de festejar 10 anos de circulação.

Com este selo de qualidade concedido pela Câmara à atuação do laureado, não resta a menor dúvida de que o Comendador MS tornou-se o mais novo embaixador da cultura brusquense, além de que o cunho cultural concedido ao seu veículo MS Vanguarda deverá abrir-lhe, no futuro, o portal da imortalidade através da Academia Brusquense de Letras.


Trânsito Amigo

Mais do que louvável a iniciativa do dinâmico empresário Luciano Hang em promover e incentivar a campanha Trânsito Amigo, que visa educar e conscientizar os nossos motoristas, bem como promover sinergia entre os órgãos competentes para reduzir e evitar acidentes graves. A grande novidade da campanha reside na parceria da iniciativa privada com o poder público, que envolve também a Secretaria de Educação, para a promoção de um trânsito mais educado, responsável e seguro.

Não resta a menor dúvida de que campanhas do gênero acabam rendendo bons frutos, mas somente a médio e longo prazos. Enquanto isto não acontece, seria prudente manter lombadas e tachões, que segundo Hang “punem os bons e os maus, sem uma pré seleção”. Para evitar esta flagrante injustiça, nada mais adequado do que a instalação do odiado radar, que deverá punir somente os infratores, ou seja, “os maus”.

 

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio