Herbert Pastor

Empresário - herbertpastor@omunicipio.com.br

O trânsito de cada dia

Herbert Pastor

Empresário - herbertpastor@omunicipio.com.br

O trânsito de cada dia

Herbert Pastor

O ano está dando os seus suspiros derradeiros sem que algo de relevante tenha acontecido em nossa cidade para amenizar os problemas que afligem a mobilidade urbana em Brusque. Se mudanças aconteceram, foram para piorar a situação: mais automóveis na rua, mais motos, mais bicicletas, mais pedestres e consequentemente mais stress, nervosismo e impaciência, fatores que fatalmente conduzem ao pior: acidentes, feridos e vítimas fatais.

Sabe-se que o Plano de Mobilidade Urbana da cidade arrasta-se a passos de tartaruga pelos corredores do paço municipal, e enquanto não desencanta, esperava-se das autoridades competentes algumas medidas reguladoras, ainda mais neste momento, véspera da inauguração da nova rodovia Antonio Heil, que promete dobrar o número de turistas na cidade.

Creio que uma regulamentação de trânsito não se decide num foro democrático, onde cada participante tenta puxar a sardinha para o seu lado. Problemas de trânsito deveriam ser decididos autocraticamente por pessoas que dominam o assunto e estão autorizados pela lei a fazê-lo, como a Policia Militar, cansada de saber onde dói o calo, os técnicos municipais e o poder Legislativo.

Durante o ano de 2016, o trânsito cobrou praticamente 40 mil vidas em todo o território nacional, o que nos obriga a contribuir para a diminuição de óbitos e nossas autoridades locais poderiam dar um bom exemplo reduzindo drasticamente a velocidade no perímetro urbano, instalando lombadas em ruas e avenidas propensas a abusos, implementando fiscalização eletrônica em semáforos, aumentando ciclovias e promovendo campanhas para motoristas e pedestres.

Temos certeza de que muitas destas medidas seriam impopulares, mas vale lembrar que para salvar vidas humanas, vale a pena o comprometimento da coletividade.

Impulso para o turismo

Acaba de ser alçado da pia batismal o Vale dos Teares Convention Visitors & Bureau que deverá tornar-se, a curto prazo, a espinha dorsal e a turbina mór a impulsionar o turismo em nossa região. A novidade é que veremos pela primeira vez um mapeamento sistematizado de hotéis, restaurantes, bares, confeitarias, museus, igrejas e roteiros turísticos de nossa região, enfim, tudo aquilo que o Vale tem de melhor para oferecer, sempre visando atrair visitantes, com enfoque especial em convenções, feiras, congressos e eventos para ocupar os leitos de nossos hotéis e turbinar as caixas registradoras de nosso comércio.

A diretoria, composta por um punhado de jovens, dinâmicos e idealistas empresários, decididamente não se comprometeu com a organização por vaidade, ou para enriquecer o currículo, mas para arregaçar as mangas e compilar as belezas naturais e aquelas criadas pelo homem, que possam contribuir para atrair os turistas, que deverão contribuir para o progresso econômico do Vale dos Teares.

O Convention Visitors & Bureau, que engloba Brusque, Guabiruba, Nova Trento e Botuverá, que juntos formam o Vale dos Teares, funciona sob a batuta do ágil Luis Felipe Zen Cherem abrigando ainda pesos pesados como Jonathan Casagrande, Sidnei Dematé e Rosemari Glatz.

Os primeiros frutos já começaram a aparecer com seu envolvimento na construção da rota ciclística que deve unir Gaspar, Brusque, Guabiruba, Nova Trento e Botuverá.
Estamos mais do que confiantes no sucesso deste novo órgão a serviço do turismo e desejamos a todos os participantes muita sorte nesta sua importante missão.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio