OAB de Brusque realiza curso sobre novo Código de Processo Civil

Ministrado por professores da Escola Superior de Advocacia, evento reuniu cerca de 60 participantes

OAB de Brusque realiza curso sobre novo Código de Processo Civil

Ministrado por professores da Escola Superior de Advocacia, evento reuniu cerca de 60 participantes

Encerrou nesta quarta-feira, 22, o curso “Novo Código de Processo Civil (CPC) Aplicado: Prática e Jurisprudência”, realizado pela Escola Superior de Advocacia (ESA), na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção Brusque. O evento contou com cerca de 60 inscritos nas 18 horas/aulas, divididas em seis dias de encontros e coordenado pelo diretor da ESA, Prof. Dr. Pedro Paulo Miranda de Oliveira.

“É um curso importante, não apenas para os advogados, mas para todos que operam o Direito, o que se verificou com a participação de acadêmicos e bacharéis. O curso contemplou profissionais que buscam aprimorar seus conhecimentos”, explica o presidente da OAB Subseção Brusque, Dr. Renato Munhoz.

Segundo ele, no ano passado, por questões logísticas, a Subseção de Brusque não foi a primeira contemplada com o curso do novo CPC no Estado. Mas, em 2017, após meses de negociação com a ESA, Brusque saiu na frente e foi a primeira a realizar o curso, depois de um ano de vigência do novo Código.

De acordo com Dr. Munhoz, além do conhecimento compartilhado, a troca de experiência também é importante para os profissionais. Por essa razão, a OAB Subseção de Brusque mantém suas Assembleias abertas toda última quinta-feira do mês. “É a oportunidade de viabilizar o diálogo, de dividir as experiências e de maturar ideias. E o grande beneficiado é o nosso cliente e a sociedade com um todo”, atesta.

O curso
No dia 18 de março fez um ano que o novo Código de Processo Civil (CPC) entrou em vigor no Brasil. A Escola Superior de Advocacia (ESA) acompanhou este processo e agora oferece um novo curso, mais maduro, sobre como o CPC está sendo aplicado nos tribunais. A formação, que já existia desde 2015 e que foi apresentada em Brusque no ano passado, nesta edição passou por uma revisão da jurisprudência do Tribunal de Justiça de Santa Catarina.

A avaliação
Durante seis encontros, o curso sobre o novo CPC reuniu profissionais com experiências e idades distintas. A advogada Mariana Mossiman Lussoli, formada desde 2008, trabalhou por muito tempo no Ministério Público e só há um ano passou a exercer a advocacia. Para ela, a capacitação foi importante para rever o conteúdo e aprender algo diferente, que há tempo não utilizava. “Estou adorando, o curso foi excelente e espero que novas formações aconteçam”, avalia.

A advogada Edina Mara Mensor Bento diz que se sentia insegura diante das alterações propostas pelo novo CPC. “Com o curso vi que essa insegurança é geral e que ainda vai demorar algum tempo para que todos se adaptem às mudanças e o Código entre em vigor. Eu gosto muito de estudar, é o segundo curso que faço sobre o tema e saio daqui com essa visão de que é preciso desburocratizar a legislação e fazer com que isso aconteça”, ressalta.

Já Vanessa Veiga está formada há apenas três meses e, ainda assim, não aprendeu sobre o novo CPC na academia. “Saio segura com o conhecimento repassado e agora tenho mais facilidade de resolver os problemas diários. No decorrer do curso foi possível a troca de experiências através de dicas práticas e isso ajuda bastante quem está começando a atuação jurídica”, salienta.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio