Obras do PAC no Centro serão divididas em etapas, com mudanças no trânsito; veja em detalhes

Trabalhos começam na escada da ponte estaiada e devem ser concluídas no primeiro semestre

  • Por Redação
  • 15:30
  • Atualizado às 19:48

Obras do PAC no Centro serão divididas em etapas, com mudanças no trânsito; veja em detalhes

Trabalhos começam na escada da ponte estaiada e devem ser concluídas no primeiro semestre

  • Por Redação
  • 15:30
  • Atualizado às 19:48
  • +A-A

Iniciaram nesta semana as primeiras ações que antecedem as obras de macrodrenagem da Bacia Felipe Schmidt/João Bauer, no Centro. A previsão é que a implantação das galerias pluviais sejam concluídas até o fim do primeiro semestre. As obras, que começaram na ponte estaiada Irineu Bornhausen, terminarão no cruzamento com a avenida das Comunidades. Ao todo serão 273 metros de extensão que receberão galerias de 2 x 1,5 metros.

No primeiro momento, o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) realiza a ligação da tubulação de água potável na avenida Arno Carlos Gracher, próximo a ponte Mário Olinger, próxima ao Corpo de Bombeiros. Essa tubulação é a que abastece todo o Centro e bairros Santa Rita e Santa Terezinha. “Hoje, a tubulação passa pela rua Conselheiro Rui Barbosa e segue pela Felipe Schmidt. E com essa mudança, terá ligação com a tubulação da rua Hercílio Luz e a antiga deixará de existir”, explica o secretário de Obras, Miguel Comandoli.

Na segunda-feira, 28, a empresa Catedral também iniciou a primeira etapa da obra, com o rompimento da escada da cabeceira da ponte estaiada e a retirada da terra armada. Neste ponto é onde a água será escoada das galerias para o rio Itajaí-Mirim. Em seguida, as escadas serão reconstruídas para que a Defesa Civil possa fazer a medição da régua.

A obra passará pela rua Conselheiro Rui Barbosa e finalizará no cruzamento com a avenida das Comunidades / Foto: Felipe Cavichioli / Especial
A obra passará pela rua Conselheiro Rui Barbosa e finalizará no cruzamento com a avenida das Comunidades / Foto: Felipe Cavichioli / Especial

Após essa fase, que deve demorar aproximadamente 15 dias, começa a implantação das galerias no início da avenida Arno Carlos Gracher. “Nesse momento, o Samae fará a ligação da Hercílio Luz com a Arno Carlos Gracher”, ressalta o secretário. Após a conclusão de cada trecho, já será feito a pavimentação e liberada a via.

Acordo com a CDL

Para o andamento das obras, a Secretaria de Obras realizou uma reunião com a Câmara de Dirigentes e Lojistas (CDL) na quarta-feira, 23, para definir um cronograma que minimize os impactos que a obra trará ao comércio. Quando a macrodrenagem seguir para a rua Conselheiro Rui Barbosa, ficará paralisada no período do dia 30 de abril até 9 de maio, para que a via central seja liberada na semana do Dia das Mães.

O terceiro e último trecho segue pelos fundos da praça Barão de Schneeburg em direção ao cruzamento entre a Galeria São José e a antiga sede dos Correios, na avenida das Comunidades. Durante a implantação das galerias, a Secretaria de Obras fará o trabalho de colocação das bocas de lobo na via. Elas serão de 40 cm de diâmetro.

Para o secretário, essa é uma das obras mais importantes para a cidade, pois solucionará os problemas de alagamentos no Centro, e especialmente, no comércio. “Temos um prazo previsto, gostaríamos e há possibilidade de terminar antes. Mas dependemos da situação climática para darmos andamento, por isso, pedimos colaboração e compreensão de toda a comunidade”, diz Comandoli.

O diretor do PAC, Rafael Lopes de Lima, esclarece que não foi feito nenhum estudo do solo, pois teria que modificar o projeto e aumentaria o custo. Porém, afirma que tudo será feito com escoramento metálico para não comprometer nenhum edificação ao longo da obra.

Trânsito será alterado

Com as obras do PAC, as ruas do Centro sofrerão algumas alterações, devido a interdição de alguns pontos. O secretário de Trânsito e Mobilidade, Bruno Knihs, explica que na segunda-feira, 4, a ponte estaiada poderá sofrer uma mudança e ficar somente em meia pista, convergindo para a avenida Arno Carlos Gracher.

Quando as obras alcançarem o cruzamento na ponte, haverá a interdição total da avenida Arno Carlos Gracher, sendo liberada meia pista para a rua Hercílio Luz e meia para a Conselheiro Rui Barbosa. No momento em que o Samae fizer a ligação da tubulação entre as ruas Hercílio Luz com a avenida Arno Carlos Gracher, a ponte será totalmente interditada. Serão colocadas placas indicativas no cruzamento da rua Lauro Muller com a rua Getúlio Vargas e também na rua Gustavo Schlösser com a Pedro Werner, para alertar os motoristas.

Ao fim desse trecho, a via será liberada, mas haverá o bloqueio completo da rua Conselheiro Rui Barbosa. “Não é possível fechar meia pista porque serão depositadas as galerias para cavar e já colocar dentro da vala”, explica Knihs. Os motoristas terão a opção de desvio para a rua Hercílio Luz ou pela avenida Arno Carlos Gracher.
O último trecho da obra bloqueará a rua nos fundos da praça Barão de Schneeburg até na avenida das Comunidades. Com isso, a rua Padre Gatone, que sobe para a Igreja Matriz, ficará interditada no início, mas se tornará mão dupla para minimizar o impacto para o comércio e os moradores.

Aos que precisam do acesso para o Colégio São Luiz, deverão entrar pela avenida Cônsul Carlos Renaux, subir na rua Monte Castelo, do Colégio Cônsul, e passar pela Travessa Professor Moritz Lehmann, que será liberada em mão dupla.

O secretário da Setram alerta aos motoristas que, dependendo do fluxo dos veículos, há um estudo para liberar a rua dos Convento nos dois sentidos. “Então será mais uma opção, mas isso ocorrerá somente se percebermos que está gerando muito congestionamento”.

2

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio