Oito testemunhas serão ouvidas pela CPI do Samae

Nomes foram definidos em reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito nesta segunda-feira, 30 de setembro

Oito testemunhas serão ouvidas pela CPI do Samae

Nomes foram definidos em reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito nesta segunda-feira, 30 de setembro

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) definiu na reunião desta segunda-feira, 30 de setembro, o cronograma de atividades. Os cinco vereadores terão até 16 de outubro para analisar a documentação do processo.

Leia também

A próxima reunião está marcada para o dia 17 de setembro, data em que serão feitos os últimos ajustes para o início da tomada de depoimentos. Oito pessoas serão intimadas a comparecer ao plenário. O roteiro aprovado sugere que elas sejam ouvidas entre 21 e 31 de outubro.

Os membros da CPI definiram que os nomes inicialmente previstos para depor serão oito: Raul de Mello – antigo dono do terreno; Roberto Bolognini – engenheiro do Samae; Leandro Moresco e Fabrício Tonelli – donos de imobiliárias que emitiram laudos sobre o terreno; Denis Smaniotto – responsável pela venda do imóvel ao Samae; Juca Vechi – que recebeu o cheque pelo pagamento do terreno; Marcelo Rosin – presidente interino do Samae na época de concretização do negócio; e Evandro de Farias, o Farinha, diretor-presidente da autarquia e vice-prefeito de Brusque.

As intimações deverão ser enviadas às testemunhas ainda nesta semana.

>> Confira matéria completa na edição do Jornal Município Dia a Dia desta terça-feira, 1 de outubro

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio