Operação conjunta da Polícia Civil cumpre mandados de prisão em Guabiruba e São João Batista

Quadrilha simulava roubos para revender mercadorias com preço abaixo do mercado

Operação conjunta da Polícia Civil cumpre mandados de prisão em Guabiruba e São João Batista

Quadrilha simulava roubos para revender mercadorias com preço abaixo do mercado

Uma pessoa em Guabiruba e uma em São João Batista foram presas temporariamente na manhã desta terça-feira, 6, pela operação Desvio Certo, que já resultou num total de 13 prisões em Santa Catarina e sete em São Paulo e no Paraná. A Polícia Civil buscou cumprir 20 mandados de prisão temporária e 25 de busca e apreensão em 14 municípios catarinenses. Em Guabiruba e São João Batista, foram apreendidos telefones celulares. Em outros municípios, também foram foram apreendidos telefones, três revólveres e documentação que servirá de prova e instrução para a sequência das investigações.

Fruto de investigação conduzida pela Delegacia de Polícia de Teodoro Sampaio/SP, a operação Desvio Certo havia começado em abril de 2017 com a apreensão de um caminhão com 11 toneladas de queijo parmesão. A partir de informações contidas no telefone celular de um dos presos, a polícia descobriu que se tratava de uma quadrilha formada por membros de São Paulo, Santa Catarina e Paraná.

A quadrilha trabalhava comunicando roubos falsos à polícia, inclusive com lesões corporais feitas para reforçar as farsas. Cinco falsos boletins de ocorrência foram registrados, sendo um deles em Santa Catarina. Com a ajuda de intermediários, os membros da quadrilha revendiam as mercadorias supostamente roubadas com preço abaixo do mercado, até 50% inferior ao da nota fiscal. A polícia irá buscar, na segunda fase da operação, identificar os receptadores das mercadorias. Produtos como alimentos, roupas e aparelhos de cozinha estavam entre os alvos da quadrilha.

A Polícia Civil cumpriu mandados nos municípios de Guabiruba, São João Batista, Porto Belo, Ascurra, Aurora, Barra velha, Blumenau, Balneário Camboriú, Indaial, Navegantes, Rio do Sul, Timbó, Trombudo Central e Itapema.

No total, participam 180 policiais civis das Divisões de Investigações Criminais (DIC) de Blumenau, Rio do Sul e Balneário Camboriú e DEIC – Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Divisão de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV), Divisão de Furtos e Roubos de Cargas (DFRC), Divisão de Defraudações (DD) e Divisão Especializada de Combate ao Narcotráfico (DENARC) da Polícia Civil Catarinense e Polícia Civil Paulista.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio