Ordem de serviço para continuação do PAC da bacia Sete de Setembro é assinada

Solenidade aconteceu na tarde desta quinta-feira, no gabinete do prefeito Jonas Paegle

Ordem de serviço para continuação do PAC da bacia Sete de Setembro é assinada

Solenidade aconteceu na tarde desta quinta-feira, no gabinete do prefeito Jonas Paegle

A continuação das obras de macrodrenagem na Bacia Sete de Setembro foi oficializada na tarde desta sexta-feira, 11. O prefeito Jonas Paegle e o vice-prefeito Ari Vequi assinaram a ordem de serviço junto ao diretor da Freedom Terraplenagem, Luciano Thiesen.

As obras foram financiadas pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal, no valor de R$ 1.909.105,44, e devem ficar prontas até setembro. Os trabalhos estavam paralisados desde 2014 porque o projeto não teria condições técnicas para ser executado, segundo a atual gestão.

As obras abrangem as ruas João Heil, Osvaldo Heil, Santos Dumont, George Boettger e Luiz Boos, além da rodovia Antônio Heil, no bairro Santa Terezinha. Trata-se de uma área economicamente importante para Brusque, onde estão algumas das principais lojas do setor têxtil do município.

“Primeiramente precisamos comprar o material, e esse processo deve levar cerca de 30 dias até chegar ao local da obra. A partir daí, começamos a escavações. É uma obra complicada, realizada a oito, nove metros de profundidade, que requer muita segurança”, explica o diretor da Freedom, Luciano Thiesen.

“Aquela comunidade sofre há mais de 20 anos em função das enxurradas. Conseguimos licitar novamente a obra, refazer o projeto e entregar a ordem de serviço a uma empresa que já está executando obras em Brusque. É um momento importante para a Prefeitura de Brusque e para a comunidade do Santa Terezinha, da qual faço parte”, comemora o vice-prefeito de Brusque, Ari Vequi.

Nova Brasília
Em relação ao PAC Macrodrenagem no bairro Nova Brasília, a obra anda normalmente, diz a prefeitura, após ter atrasado com a troca das empresas licitadas.

A Prefeitura de Brusque aguarda um laudo técnico da Freedom, e conforme Vequi, provavelmente o túnel liner terá que passar por reparos. A estrutura, em resumo, é uma travessia subterrânea que permite não quebrar o asfalto e, consequentemente, não interromper o trânsito.

“Teremos que consertar a parte que tinha nos sido entregue pronta, e com recursos do município de Brusque”, sugere.

Prefeitura quer iniciar mais obras de macrodrenagem

O vice-prefeito Ari Vequi irá se reunir com o Ministério das Cidades em Brasília no dia 31 de janeiro para tentar financiar novas obras por meio do PAC. A principal é na rua Primeiro de Maio. “É o principal desafio para este ano, na questão de macrodrenagem”, afirma.

Outra obra que deverá ser colocada em pauta é na rua Felipe Schmidt. Tanto a obra na Primeiro de Maio como na Felipe Schmidt são os dois maiores projetos paralisados e precisam ser readequados.

“São dois grandes projetos duas obras muito complicadas, com dificuldades de execução do projeto. Estão mal feitos, os projetos. A da Primeiro de Maio está parada desde 2013 na frente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Têxtil. Uma obra de R$ 14 milhões, para desde 2013, que não pode ser executada da forma indicada no projeto. Temos que nos debruçar em cima destes projetos para buscar soluções”, explica Vequi.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio