Outubro Rosa: Autoexame e mamografia são as melhores maneiras de identificar o câncer de mama

Quando o diagnóstico é precoce, doença tem grande chance de cura

Outubro Rosa: Autoexame e mamografia são as melhores maneiras de identificar o câncer de mama

Quando o diagnóstico é precoce, doença tem grande chance de cura

Outubro é o mês da conscientização e prevenção do câncer de mama. Celebrada anualmente, a campanha Outubro Rosa tem o objetivo de estimular o maior acesso aos serviços de diagnóstico e tratamento.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), em 2013 foram registradas 14.388 mortes causadas pelo câncer de mama, sendo 181 homens e 14.206 mulheres. Este é um dos tipos de câncer mais comuns entre as mulheres no Brasil e no mundo, atrás apenas do de pele não melanoma. Embora seja mais raro, também acomete homens, que representam 1% dos casos.

Veja também:
Moradores relatam envenenamento de animais em dois bairros de Brusque

Empresários cobram revisão do catálogo do patrimônio histórico de Brusque

Brusquenses comentam como é votar e se informar sobre as eleições no exterior

A doença pode ser detectada, em grande parte dos casos, ainda nas fases iniciais. Isso aumenta as chances de tratamento e também da cura. A presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Brusque, Rainilda Lunardelli Zucco, explica que a melhor maneira de identificar o câncer precocemente é conhecendo a própria mama: “A mulher precisa se tocar, e o exame deve ser feito todo mês, após a menstruação”. Além disso, ela recomenda fazer consultas médicas regularmente e o exame preventivo.

Segundo a ginecologista e obstetra Ana Paula Fagundes da Silva, o câncer de mama pode ser detectado em fases iniciais, em grande parte dos casos, aumentando a chance de cura. “A principal orientação é realizar o autoexame das mamas. É importante que as mulheres fiquem atentas a qualquer alteração na mama”, diz.

Outra forma de detectar o câncer de mama é através da mamografia: “É um exame importante pois consegue identificar o câncer de mama na fase inicial, no momento em que existe uma grande chance de cura”, explica a médica. A mamografia deve ser realizada à partir dos 40 anos. É um exame rápido e de extrema importância para identificar o câncer de mama.”

Em Brusque, as mulheres podem procurar a Rede Feminina, onde é realizado o exame preventivo – também conhecido como papanicolau – e o exame clínico da mama. Caso seja identificada alguma alteração, a paciente recebe uma requisição para realizar a mamografia. A Rede possui 100 mamografias para doar mensalmente às mulheres que precisarem.

“Atendemos cerca de 20 mulheres todos os dias. No mês de outubro nosso trabalho é mais focado no câncer de mama, que ainda é o câncer que mais mata mulheres no mundo inteiro. Se diagnosticado cedo, tem grandes chances de cura. Por isso pedimos que se faça o autoexame, a mulher precisa se prevenir e cuidar de si, e pode fazer isso se conhecendo”, diz a presidente da entidade.

Fatores de risco e prevenção
Dentre os fatores que podem causar o câncer de mama em mulheres, estão a menarca precoce (primeira menstruação antes dos 11 anos), a gravidez tardia (após os 30 anos), a menopausa precoce e o histórico familiar da mulher, que tem mais chance de desenvolver a doença se algum familiar também tiver tido.

De acordo com a ginecologista, uma recomendação básica para prevenir o câncer de mama é evitar a obesidade através de uma alimentação equilibrada e praticando exercícios físicos, já que excesso de peso aumenta o risco de desenvolver a doença. “Amamentação também é considerada um fator de proteção. A ingestão de bebida alcoólica e o tabagismo são fatores de risco para esse tipo de câncer e devem ser evitados”, completa.

Autoexame: o que procurar?
O autoexame deve ser realizado pela própria mulher a partir dos 20 anos de idade. Deve-se observar quaisquer alterações externas na pele da mama e no mamilo; no tamanho; consistência; sensibilidade; aparecimento de nódulos ou caroços; sensação de tensão, dor ou calor. Deformações, alterações na cor do mamilo, desvio no bico do seio, vermelhidão, inchaço, retração na pele e caroços na região das axilas também podem ser sinais.

Veja também: 
Comerciantes vencedores de licitação ocuparão os boxes do Terminal Urbano

Procurando imóveis? Encontre milhares de opções em Brusque e região

Motorista perde controle e carro tomba na saída da Via Expressa, em Blumenau

“É importante olhar e apalpar as mamas em frente ao espelho uma vez ao mês, uma semana após a menstruação. As pacientes que não menstruam devem escolher um dia no mês para realizar o autoexame”, diz a ginecologista Ana Paula.

O autoexame consiste em passar os dedos por toda a mama e procurar por abaulamentos, nódulos ou alterações na pele, com o braço levantado e o cotovelo dobrado. A mulher também pode realizar o autoexame deitada, com uma das mãos atrás da cabeça e a outra palpando a mama do lado contrário, devendo examinar também as axilas em busca de nódulos. Não é necessário apertar os mamilos.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio