PAC Poço Fundo gera reclamações da população em Brusque

Moradores afirmam que obra é importante, mas reclamam dos transtornos que o projeto causa

PAC Poço Fundo gera reclamações da população em Brusque

Moradores afirmam que obra é importante, mas reclamam dos transtornos que o projeto causa

As obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no bairro Poço Fundo mudaram a rotina dos moradores que vivem próximo a obra.

Na semana passada, a costureira Noreci Rubick, 40 anos, entrou em contato com a reportagem do Jornal Município Dia a Dia para reclamar da interdição da rua Paulo Tormena, que fica na transversal onde as obras estão acontecendo. Segundo ela, a rua seria interditada e os moradores poderiam passar apenas a pé.

A novidade causou revolta em Noreci e seus vizinhos, que inclusive programaram uma manifestação para evitar a interdição. Paralelo a isso, procuraram o coordenador do PAC, Vilanir Eracles dos Santos.

A solução encontrada foi abrir caminho através de um terreno cedido por uma moradora, para fazer um desvio por outra rua. Agora a comunidade aguarda que o compromisso seja posto em prática.

O aposentado Arlindo Burini, 64 anos, é praticamente um fiscal da obra e conta que todos os dias “dá uma espiadinha” para ver como estão os trabalhos. Ele fala que a obra é extremamente necessária e não vê a hora que fique pronta, pois vez ou outra, sua residência fica sem abastecimento de água em decorrência dos trabalhos.

** Saiba o que os demais moradores falaram da obra, e as explicações da prefeitura e do Samae, na edição de 13 de março, no Jornal Município Dia a Dia. 

* Matéria atualizada às 15h02 desta segunda-feira, 12 de março.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio